Pular para o conteúdo

Museu e (in) visibilidade é o foco do IV Encontro de Museus-Casas Literários

Troca de experiências com instituições relacionadas ao campo literário e reflexões sobre as diferentes formas de visibilidade dos museus são alguns dos objetivos do IV Encontro de Museus-Casas Literários, concentrado no tema Museu e (in) visibilidade e coordenado pela Casa Guilherme de Almeida. Nos dias 5 e 6 de julho, sexta-feira e sábado, no próprio museu, na Casa das Rosas e na Casa Mário de Andrade, o público poderá se familiarizar sobre o modo como esses locais atuam no contexto cultural, a forma de trabalho com os acervos expostos e ocultos aos visitantes, e, também, com questões referentes a patrimônio material e imaterial, preservação e construção de memórias.

Destinado aos profissionais e estudantes de museologia, arquivologia, biblioteconomia, letras, artes plásticas, artes cênicas, história, sociologia, turismo e afins, bem como à comunidade acadêmica, às instituições públicas e demais interessados em museus e cultura, a 4ª edição do evento é formada por mesas-redondas, palestras e exposições. As inscrições são gratuitas e estão abertas pelo site de cada Museu-Casa. Inscreva-se: https://bit.ly/2N3PJVt.

A mesa de abertura do IV Encontro ocorre na sexta-feira (5), às 18h, na Casa Mário de Andrade, com a mediação de Ivanei da Silva, museólogo da Rede de Museus-Casas Literários de São Paulo.

A partir das 19h30, Francisco Marshall, professor titular do departamento de História da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), apresenta a palestra “Genômica museal”. Pela analogia com o mapeamento genético humano, Marshall traz reflexões e provocações sobre o campo da memória, patrimônio e museu. O passado, presente e futuro do patrimônio, material e imaterial, serão pensados considerando fronteiras conceituais e metodológicas.

O sábado (6) começa na Casa das Rosas, às 9h30, com a palestra “Museus-Casas Literários na Web: estratégias para ampliação da visibilidade de acervos” apresentada por Ana Cecília Nascimento Rocha Veiga, professora de Museologia da Escola de Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais (ECI/UFMG). A pesquisadora vai tratar de como esse perfil de museu atua nas redes sociais, websites e até que ponto a entrada no ambiente virtual colabora na difusão da cultura, no incentivo à leitura, na acessibilidade dos acervos e no combate às fake news.
Já a mesa-redonda “O museu-casa visível para o público”, às 10h30, visa debater os modos de visibilidade dos acervos e museus em contexto cultural.

Das 12h às 13h, está previsto o deslocamento para a Casa Guilherme de Almeida. Cada participante ficará responsável pelo próprio trajeto até o museu-casa localizado no bairro Perdizes, zona oeste de São Paulo, onde prosseguirão as demais das atividades.

A visita ao museu Casa Guilherme de Almeida será feita entre as 13h e 14h. Após uma pausa para lanche, o público será levado ao anexo do museu-casa a fim de acompanhar o restante da programação. Às 14h30, a museóloga Cecília Machado, coordenadora do curso técnico em Museologia da Escola Técnica Estadual Paula Souza – ETEC – Parque da Juventude (São Paulo), dará a palestra “A invisibilidade institucional”, concentrando-se nos museus presentes em regiões urbanas de grande movimento.

“A casa invisível: a percepção de acervos ocultos” é o tema das 15h30. Como o próprio nome indica, serão debatidos os modos de aproveitamento da parte do acervo que permanece fechado aos visitantes.

O IV Encontro se encerra com a mesa “Memória e imaterialidade: conexões entre os patrimônios material e imaterial”, a partir das 17h30, com mediação de Ivanei da Silva e com participação de especialistas da área museal. A ideia é apontar as possibilidades de presentificação do patrimônio imaterial como agente de preservação e construção de memória.

O evento também possibilita visitas às exposições na Casa Mário de Andrade, às 19h do dia 5 de julho, quando será aberta ao público do Encontro a mostra Tarsivaldo, que reúne correspondências entre Mário, Oswald de Andrade e Tarsila do Amaral.

Por meio desse Encontro, realizado desde 2016, a Rede de Museus-Casas Literários busca incentivar a participação de instituições com perfil de museu-casa e a articulação de seus colaboradores em âmbito nacional.

A seguir, a programação completa do IV Encontro de Museus-Casas Literários:

5/7 | Sexta-feira
Casa Mário de Andrade
18h00 – 19h00 | Mesa de abertura: Ana Cristina Carvalho – Curadora do Acervo Artístico-Cultural dos Palácios do Governo do Estado de São Paulo; Antonio Lessa – coordenador da Unidade de Preservação do Patrimônio Museológico da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo; Davidson Kaseker – Coordenador do Sistema Estadual de Museus da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo; Marcelo Tápia – Diretor da Rede de Museus-Casas Literários de São Paulo e Renata Motta – Presidente do Comitê Brasileiro do Conselho Internacional de Museus (ICOM).
19h00 – 19h30 | Visita às exposições da Casa Mário de Andrade
19h30 – 21h | Palestra: “Genômica museal”, com Francisco Marshall

6/7 | Sábado
Casa das Rosas
9h00 – 9h30 | Recepção dos participantes
9h30 – 10h30 | Palestra: “Museus-Casas Literários na Web: estratégias para ampliação da visibilidade de acervos”, com Ana Cecília Nascimento Rocha Veiga
10h30 – 12h | Mesa-redonda: “O museu-casa visível para o público”, com Ana Cláudia Rôla Santos – Coordenadora do Museu Casa Alphonsus de Guimaraens (MG); Angelica Fabbri – Museóloga e diretora executiva da Associação Cultural de Apoio ao Museu Casa de Portinari/ACAM Portinari (SP); Aparecida Rangel – Museóloga/Tecnologista da Fundação Casa de Rui Barbosa/MinC (RJ) e Paulo de Freitas Costa – Coordenador-geral da Fundação Cultural Ema Gordon Klabin (SP).

Casa Guilherme de Almeida
12h | O deslocamento para esse museu-casa é de responsabilidade de cada participante e pode ser por veículo próprio, ônibus ou metrô (da estação Brigadeiro à Sumaré).
13h – 14h | Visita à Casa Guilherme de Almeida, intervalo e, em seguida, deslocamento para o Anexo do museu.

Casa Guilherme de Almeida – Anexo
14h30 – 15h30 | Palestra: “A invisibilidade institucional”, com Cecília Machado
15h30 – 17h | Mesa-redonda: “A casa invisível: a percepção de acervos ocultos”, com mediação de Davidson Kaseker, coordenador do SISEM-SECEC-SP, e participação de Giancarlo Lattorraca – Diretor Técnico do Museu da Casa Brasileira – UPPM-SP; Ivanei da Silva – Museólogo da Rede de Museus-Casas Literários de São Paulo; Ricardo Pecego – Diretor de Cultura da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo de Itapira / Casa Menotti Del Picchia (Itapira/SP) e Silviane Aparecida Sanches Sanches Rodrigues – Bibliotecária da Biblioteca Infantil Monteiro Lobato e do Centro de Documentação do Espaço Cultural Cidade do Livro (Lençóis Paulista/SP).

17h – 17h30 | Café
17h30 – 19h | Mesa-redonda: “Memória e imaterialidade: conexões entre os patrimônios material e imaterial”, com mediação de Ivanei da Silva, museólogo da Rede de Museus-Casas Literários de São Paulo, e presença de Alexandra Rocha – Supervisora do Núcleo Educativo da Rede de Museus-Casas Literários de São Paulo (SP); Cláudia Barbosa Reis – Museóloga e autora do livro A literatura no museu (RJ); Júlio Mendonça – Coordenador do Centro de Referência Haroldo de Campos – Casa das Rosas (SP) e Marcelo Tápia – Diretor da Rede de Museus-Casas Literários de São Paulo (SP).

SERVIÇO:
IV Encontro de Museus-Casas Literários: Museu e (in)visibilidade
5 e 6/7. Sexta-feira, 18h às 21h; sábado, 9h às 21h
Inscrições gratuitas: https://bit.ly/2N3PJVt
80 vagas disponíveis

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: