Pular para o conteúdo

Eu Já Estive Em “A Sutil Arte de Ligar o Foda-se”

Já li “A Sutil Arte de Ligar o Foda-se”, de Mark Manson, duas vezes. Foi lido em dois momentos diferentes da minha vida e foi interessante parar para pensar que realmente algo com que eu me importava na primeira leitura, virou foda-se nesta segunda vez que li.

A primeira coisa que lembro quando vou falar de “A Sutil Arte de Ligar o Foda-se” é: todos nós temos problemas, a vida se resume em resolver problemas. Então seja esperto e escolha os problemas que você quer ter e resolver.

A melhor parte desse livro é você não ter que ler coisas positivas todo o tempo. Já começa pelo nome dos capítulos: Nem tente, A felicidade é um problema, Você não é especial, Você está errado em tudo, e por aí vai…

Outro ponto que gosto bastante é quando ele explica porque não somos e não devemos ser corretos em tudo, ser correto não existe porque o que pode ser correto para mim, pode não ser correto para você.

E, uma frase que tenho pensado nela todos os dias: se está empacado em um problema, não fique pensando como resolver, apenas comece!

Abaixo mais alguns trechos que curti muito e gostaria de compartilhar com vocês:

  • O segredo para uma vida melhor não é precisar de mais coisas, é se importar com menos, e apenas com o que é verdadeiro, imediato e importante;
  • O desejo de ter mais experiências positivas é, em si, uma experiência negativa. E, paradoxalmente, a aceitação negativa é, em si, uma experiência positiva;
  • Ligar o Foda-se não significa ser invulnerável, mas se sentir confortável com a vulnerabilidade;
  • Se quiser ligar o foda-se para as adversidades, primeiro você precisa se importar com algo mais importante do que elas;
  • Perceba você ou não, estamos sempre escolhendo o que realmente importa;
  • A dor, em todas as suas formas, é o meio mais efetivo de que nosso corpo dispõe para gerar ação;
  • Não espere por uma vida sem problemas. Isso não existe. Em vez disso torça por uma vida cheio de problemas pequenos;
  • A felicidade está em resolver problemas. Repare que a palavra chave é resolver;
  • Essa ladainha de que todo mundo pode ser extraordinário e alcançar a grandeza, é só uma punhetagem do ego;
  • É como Freud  disse: um dia quando olhar para trás, os anos de luta lhe parecerão mais bonitos;
  • Quando acreditamos ter escolhido nossos problemas, nos sentimos empoderados;
  • Eis uma forma simples de diferenciar mais claramente os dois conceitos: culpa é passado, responsabilidade é presente;
  • Quando aprendemos algo novo, não passamos de errados a certos, passados de errados a um pouco menos errado;
  • A certeza é inimiga do crescimento;
  • A incerteza é a raiz de todo  progresso e de todo crescimento;
  • Nunca conheça quem você é. Porque é isso que vai fazer você viver em estado de constante descoberta;
  • A realidade é algo simples: se parece que é você contra o mundo, é provavél que seja só você contra si mesmo;
  • A vida se resume a não saber nada e agir mesmo assim;
  • Se você está empacado num problema, não fique parado pensando, comece;
  • Estamos descobrindo que o amor romântico é mesmo equivalente a cocaína;
  • Existem experiências que você só pode ter depois de morar no mesmo lugar por cinco anos, de ficar com uma pessoa por mais de uma década…

Acho que num mundo em que todo mundo se importa tanto com a opinião dos outros, “A Sutil Arte de Ligar o Foda-se” é a melhor coisa que se pode ler 🙂

Publicado pela editora Intrísica, está à venda nas livraias de todo o Brasil e para quem curte audiobooks, tem também na Auti Books.

Janaína Leme

@eujaestiveem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: