Pular para o conteúdo

É possível diminuir a solidão no ambiente de trabalho no pós-pandemia? Obra lançada no Brasil discute o problema

O sentimento de solidão no ambiente de trabalho se intensificou com uma exposição maior às tecnologias da informação. Em estudo realizado pela Cigna, seguradora de saúde internacional, nos Estados Unidos, foi relatado que 57% dos trabalhadores remotos e 52% dos trabalhadores não remotos se sentem sempre ou às vezes sozinhos.

O trabalho digital não é uma novidade, mas sua dependência a partir da pandemia de Covid-19 tem chamado a atenção de muitos especialistas em todo o mundo. Com o desenvolvimento contínuo das tecnologias, essa forma de trabalho que já estava sendo empregada, se enraizou. Com isso, as relações de trabalho passaram a ter uma mediação ainda mais tecnológica, impactando diretamente no crescimento do sentimento de solidão entre os trabalhadores.

Com tantas ferramentas de comunicação, como é possível que estejamos enfrentando índices tão altos de solidão? Essa é a questão central para as organizações debaterem no pós-pandemia, de acordo com Dan Schawbel, pesquisador do futuro do trabalho e autor de best-sellers do New York Times.

Para ele, a tecnologia tem sido uma barreira para a socialização genuína dos trabalhadores. “A tecnologia é boa, mas se você permanecer nela não construirá laços fortes”, afirma. A ‘hiperdependência’ do ambiente digital durante a pandemia intensificou alguns problemas como uma desproporção entre desempenho e jornada de trabalho, a impossibilidade de manter-se focado em atividades reais de lazer e a construção de vínculos superficiais com os outros. Tendo como consequência um sentimento de solidão profunda.

Em seu livro “De volta às conexões”, traduzida no Brasil pela Editora AlfaCon, o pesquisador debate sobre o fato de que as pessoas preferem aproveitar o conforto que a tecnologia proporciona ao invés de investir em situações em que o contato humano é fundamental.

Com base em pesquisas e entrevistas com líderes de empresas como Facebook, Nike, American Express e Walmart, Schawbel afirma que as empresas precisam de programas internos que busquem socializar seus funcionários e estimulem a diversidade de vivências. Conversar com pessoas com ideias diferentes amplia o processo criativo.

Para ajudá-las, o autor cria uma metodologia para os colaboradores medirem seu nível de interação com os outros. O “Índice de Conectividade no Trabalho” ajuda a compreender a força dos relacionamentos dentro de uma equipe, podendo descobrir quem está se sentindo isolado daqueles com quem trabalha. Além disso, traz exercícios em que os leitores podem trabalhar individualmente ou em equipe, com foco em melhorar suas habilidades de lideranças e estratégias para aumentar a produtividade pessoal.

Mesmo com a superação da crise do coronavírus, toda a cultura do trabalho passou por uma reformulação e é improvável que as coisas voltem a ser como era antes. O possível cenário futuro é o híbrido. Com isso, algumas mudanças precisam acontecer, como a ressignificação do espaço físico de trabalho.

No entanto, voltar parcialmente ao presencial não é garantia do fim da solidão. Dan acredita que a demanda por habilidades essencialmente humanas vem crescendo, e a hora de mudar é agora, porque as gerações futuras terão sérias dificuldades em construir essas aptidões por usarem cada vez mais a tecnologia.

Construir um ambiente de trabalho mais acolhedor e terapêutico, com presença da natureza no local de trabalho, maior espaço físico e de debate entre os funcionários, em busca do desenvolvimento de habilidades interpessoais e de trocas genuínas podem ser um primeiro passo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: