Pular para o conteúdo

Eu Já Estive Em “Como convencer alguém em 90 segundos”, de Nicholas Bootman

Tendo só 90 segundos para incentivar alguém a ler esse livro, diria que olhar nos olhos, sorrir e fazer perguntas que exijam respostas mais complexas do que um simples sim ou não, são coisas fáceis de se fazer. Elas já ajudam muito a melhorar a interatividade entre os relacionamentos no dia a dia.

Como convencer alguém em 90 segundos — Crie uma impressão vendedora, de Nicholas Bootman, é um livro cheio de dicas que te ajudam não só a convencer pessoas, mas também a iniciar uma conversa, ou até mesmo um relacionamento profissional. Mesmo num momento de conferências online, se preocupar com a aparência e a postura diante da câmera pode falar muito sobre você. Mesmo não concordando com algumas das partes do livro, tem muita informação que é possível aproveitar no dia a dia.

Reforço que uma das coisas que estou tentando colocar em prática no dia a dia é sempre sorrir ao cumprimentar alguém, mesmo que online. Pode ser uma forma muito sutil de quebrar o gelo, segundo o autor, já que normalmente as pessoas se rendem a um bom dia acolhedor e feliz. Olhar nos olhos já é algo que sempre fiz, não só por empatia, mas no meu ponto de vista, por questão de educação também. Acredito muito que é bem importante falar olhando nos olhos do outro para demonstrar interesse.

Como jornalista, perguntar é algo super normal para mim, mas um exercício que o autor propõe para que façamos é sempre fazer perguntas que exijam mais do que um sim ou um não como resposta. Isso ajuda a você a conhecer mais quem está falando com você do outro lado e pode aproximar. Você pode trocar “que dia lindo, né?” por “o dia está bonito, eu adoro dias ensolarados, e você, o que acha?”. Para a segunda pergunta, dificilmente a resposta será sim ou não e o assunto pode se estender.

Sobre a parte que não concordo muito no livro, mas aí temos que levar em consideração que ele foi escrito em 2002, ou seja, há quase 20 anos, é a preocupação em estar bem vestido sempre. O autor ainda tem a visão de estar bem vestido é usar algo de grife, um terno e gravata impecável, um vestido com um salto alto, e quem me conhece sabe muito bem quanto acho que as pessoas são muito mais felizes e produtivas cada um no seu estilo. Obvio que não vou entrar numa conferencia online de biquini, mas meu jeans, minhas camisetas e meus tênis fazem sempre vão me representar e vou lutar por eles onde quer que eu vá.

O livro tem muito mais dicas, são 273 páginas e tem muita coisa legal para observarmos. Publicado pelo Universo dos Livros, está disponível nas plataformas digitais, na Amazon, ainda é vendido em lojas físicas e recentemente entrou também no catálogo da Tocalivros no formato de audiolivro. Ou seja, se curtiu a dica, pode escolher o melhor formato para consumir a informação.

Mesmo porque, como diz o autor: não há fracasso, somente Feedback. Então bora ler para aprender, e ter melhores feedbacks por aí.

Janaína Leme

@eujaestiveem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: