Pular para o conteúdo

‘Eternamente Minha’ – obra de autora best seller de MG foi produzida durante a pandemia e estreia em versão cinematográfica neste domingo

Uma história de amor intensa sai das páginas do livro e vai para as telonas: é “Eternamente Minha”, da autora brasileira Jéssica Macedo. O tórrido romance entre os protagonistas Vitor e Cintia, que a princípio enfrentam uma série de intolerâncias na convivência na faculdade de Direito, mostra até onde vai a paixão entre opostos e a força do amor e do destino. A história já criou uma legião de fãs pelas redes sociais e gera bastante expectativa entre leitores assíduos da escritora, que é natural de Belo Horizonte. Com toda produção feita durante a pandemia, o filme foi gravado na capital mineira por meio de uma parceria entre o Grupo Editorial Portal, a autora e a Big Boss Produções e estreia neste dia 7 de novembro, no Teatro Colégio Nossa Senhora das Dores.

A  produção  do longa era um sonho da autora e tomou forma a partir de janeiro deste ano, quando a parceria foi firmada com a Big Boss Produções. O segundo passo foi o teste de elenco, a partir de março e, com a lista aprovada de atores e atrizes – cerca de 80 profissionais – as gravações se iniciaram logo em seguida, driblando todas as dificuldades e cuidados impostos pela pandemia do Coronavírus. 

A maioria das gravações foi feita em ambientes fechados, como residências alocadas, mas a produção valorizou algumas externas em pontos de Belo Horizonte também, sem se preocupar em necessariamente identificar a cidade. O sotaque mineiro do elenco não foi disfarçado, o que dá bastante naturalidade ao filme.

Jéssica Macedo, que também tem formação em Cinema pela UFMG, diz que a bagagem que trouxe da universidade facilitou a produção desta que é a sua primeira experiência cinematográfica, bem como a adaptação do roteiro de um de seus livros. “Eu já tinha noção de roteiro, já tinha uma bagagem. Foi mais uma questão de me organizar. A equipe me deu auxílio e fomos fazendo ajustes de acordo com o que cada cena pedia”, afirma, revelando que durante a produção esteve em todos os sets de gravação e acompanhou a evolução do filme. “Botei a mão na massa, tive a oportunidade de até filmar e acompanhei tudo de perto”, comemora. 

Para Ricardo Assis, o protagonista Vitor e também diretor da Big Boss Produções, ter tido o apoio e a visão de filmagem da escritora no set contribuiu demais. “Eu fiquei muito feliz com o resultado”, destaca. Assis diz que faz essa dupla função há bastante tempo em suas produções e que é bem desafiador, mas em “Eternamente Minha” teve uma preocupação ainda maior: agradar de verdade os fãs do livro. “Eu sei que a Jéssica tem um grande número de leitores que a seguem. Por isso, meu principal ponto era rodar um filme bem próximo do que foi narrado no livro – claro que com algumas novidades”, afirma.

O diretor também pontua a transformação de seu personagem como outro item que exigiu uma dedicação ainda maior de sua performance, já que Vitor passou por muitas transformações no enredo do filme. Ele começa como playboy e depois passa a se questionar, até vivenciar uma transformação de fato, movida pelo amor que descobre sentir por Cintia. “Foi muito bonito representar esse processo de evolução do personagem”.

A protagonista Xanthine Drummond, selecionada para o papel de Cintia, também comenta que essa trajetória do personagem Vitor foi surpreendente. “Eu aprendi muito com essa experiência –  é meu primeiro filme, apesar de já ter feito bastante teatro”. A atriz lembra que quando descobriu que eu ia ser a Cintia, já sabia que existiam muitos fãs do livro. “Percebi de imediato que precisava atender a muitas expectativas”, descreve. A meta de Xanthine, desde o começo, era criar uma rápida conexão com o livro, para que as pessoas que o leram se identificassem com a personagem.  Para isso, a atriz passou por mudanças no visual duas vezes. No início, ficou loira e, na segunda fase do filme, precisou deixar o cabelo mais curto. “Foi um desafio muito bom na minha carreira”.  

Jéssica Macedo ressalta que o filme foi feito sem recursos e, mesmo assim, a produção buscou o máximo da qualidade, o que para ela foi uma grande superação. “Tudo o que a gente fez foi com poucos recursos, considerando que estamos em BH, onde o audiovisual não é valorizado e, mesmo assim, o resultado me deixa muito contente. Não é um filme de Hollywood, mas estamos entregando um filme muito bom”.

O diretor Ricardo Assis acrescenta que a Big Boss Produções possui 10 anos de produção independente e nunca interrompeu um sonho ou projeto cinematográfico por não ter um recurso específico. “No caso deste filme, a gente acabou se adaptando com o que tinha. Onde faltou recurso, sobrou na gente em boa vontade, em qualidade e perseverança. A equipe teve recursos ainda maiores:  a garra, a vontade, a técnica e a experiência. Espero que ‘Eternamente Minha’ possa ser uma porta aberta para o cenário de BH ter mais incentivo, mais apoio”.

Já a autora dá um spoiler e diz que escreveu uma cena inédita para o filme – justamente para trazer novidade e aquecer a história. “Fiz uma nova cena que envolve o desfecho do vilão”, revela.  Jéssica Macedo está contando os dias e as horas para chegar a estreia e desde que viu o trailer procura conter sua emoção de ver o trabalho pronto. “Esse trabalho vai para o lado do coração. E o mais significativo é que ficou exatamente do jeito que eu tinha imaginado e em alguns pontos até melhor. Os fãs também já demonstram inquietação com essa estreia e nós esperamos que o público brasileiro goste”, finaliza.

O  trailer do longa  pode ser conferido no link do YouTube:  https://www.youtube.com/watch?v=GfRRKZXLoI0. Após 13 de novembro, o filme poderá ser assistido pelo público em geral pelo Cinebrac: https://cinebrac.com.br/

A estreia contará com todos os protocolos sanitários conforme orientações das autoridades municipais e federais, bem como distanciamento necessário na plateia.

SERVIÇO
O que: Avant Première da produção do longa metragem “Eternamente Minha” em Belo Horizonte, com participação da autora Jéssica Macedo, direção e elenco.
Quando: 7 de novembro
Horário: 18h
Local: Teatro Colégio Nossa Senhora das Dores – Endereço: Av. Francisco Sales, 77 – Floresta, Belo Horizonte – MG.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: