Pular para o conteúdo

Avis Rara lança este mês dois livros de Thomas Paine

A Faro Editorial lança este mês pelo selo Avis Rara dois livros clássicos do filósofo Thomas Paine, “A era da Razão” e “O bom senso”.

Levando em conta o contexto político da época em que “A era da razão” foi originalmente lançado, é fácil compreender por que suas palavras soaram tão desconfortáveis para tantas pessoas. Paine influenciou o pensamento religioso ao redor do mundo, pois criticava a corrupção da Igreja Cristã e seus esforços para adquirir poder político numa época em que fazer isso poderia significar sua ruína e destruição social.

Sua proposta prioriza a razão em lugar da revelação, mas não se trata de uma obra ateísta, mas deísta: pois defende a ideia de uma religião natural, a importância da consciência individual e a existência de um Deus criador.

Já “O bom senso” foi escrito como um manifesto pela insatisfação dos norte-americanos com a Grã-Bretanha, que queria impor novos impostos e restringir o comércio, mas acabou se tornando um documento contundente na luta pela independência dos Estados Unidos.

Em sua época, o texto encontrou uma audiência altamente receptiva, impulsionou o desanimado exército de Washington e prenunciou muitas das palavras e do conteúdo presentes da Declaração da Independência. O manifesto propõe reflexões de caráter filosófico a partir de cenários, julgamentos e expressões, e seu conteúdo tem sido utilizado para embasar discussões sobre os mais variados assuntos relacionados à liberdade e democracia em nossa época, reafirmando caráter perene das proposições apresentadas por Paine.

“É preciso considerar que existem três caminhos diferentes pelos quais a independência poderá se concretizar, e que mais cedo ou mais tarde por um deles se dará o destino da América: pela voz legítima do povo no Congresso, pela força militar ou pela turba em rebelião. (…)”

Ficha Técnica

Título: A era da razão

Nº de páginas: 272

Preço: R$59,90

Título: O bom senso

Nº de páginas: 96

Preço: R$34,90

Sobre o autor:THOMAS PAINE (1737-1809) foi um ativista político, filósofo, teórico político e revolucionário inglês americano e um dos fundadores dos Estados Unidos. Nasceu na Inglaterra, teve uma breve passagem na marinha, tentou a carreira como artesão e trabalhou no governo britânico como cobrador de impostos. Essa experiência moldou sua visão crítica sobre o sistema parlamentar da Grã-Bretanha. Em 1774, imigrou para os Estados Unidos, onde passou a se dedicar ao jornalismo e à escrita de artigos, poemas e panfletos que impressionaram e incitaram debates políticos e a revolução norte-americana. As ideias do autor refletiam a retórica dos direitos humanos transnacionais da era do Iluminismo. Paine era conhecido por posições contundentes, argumentos bem fundamentados, que atraiu inúmeros admiradores quanto ferrenhos adversários.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: