Pular para o conteúdo

Livro convida o leitor a olhar para a despedida de alguém amado e encontrar um lugar de gratidão

Organizado pelas psicólogas Teresa Gouvêa e Karina Okajima Fukumitsu e prefaciado por Maria Julia Kovács, o recém-lançado Quando a morte chega em casa (120 p., R$ 53,00 – Summus Editorial) reúne textos de diversos autores, de variadas profissões, que relatam suas experiências pessoais com a morte. Seja pelo impacto da perda súbita de um ente querido ou em um longo processo de despedida em razão de doenças, a necessidade de lidar com a morte, tema ainda tabu em nossa sociedade, acaba trazendo aprendizados transformadores sobre a vida.

São treze relatos sobre perdas de pessoas que deixaram marcas na vida dos escritores, promovendo a construção do sentido em sua existência. As organizadoras convidaram Ana Lucia Coradazzi, Juliana Martins de Mattos Gonnelli, Maria das Graças Mota Cruz de Assis Figueiredo, Maria Júlia Paes da Silva, Mariana Ferrão, Michelle Bittencourt Braga, Miguel Angelo Boarati, Plínio Cutait, Rafael Stein, Ricardo Gonzalez e Tom Almeida a compartilharem suas diferentes formas de elaborar o luto, não para serem copiadas, mas para despertar emoções e trazer reflexão.

Segundo as próprias autoras, o livro busca responder a perguntas como: o que fazer quando a morte chega em casa? Onde vai parar tudo o que vivemos com aquela pessoa que some dos nossos olhos? Como fazer da dor uma oportunidade de aprendizagem nessa travessia que chamamos vida? Como cuidar da nossa saudade?

Dessa forma, Quando a morte chega em casa é um livro sobre dor mas, principalmente, sobre amor, convidando o leitor a olhar para a despedida de alguém amado e encontrar um lugar de gratidão.

Leitura indicada para enlutados em geral, profissionais da área de saúde, responsáveis por cuidados paliativos e todas as pessoas que se interessam pela questão da finitude e do processo de luto.

As organizadoras

Teresa Vera de Sousa Gouvêa é psicóloga, especialista em Luto pelo 4 Estações Instituto de Psicologia e em Terapia Familiar e de Casal pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC‑SP). Autora do livro Laços e lutos (Multifoco, 2016). Coautora do livro Vida, morte e luto (Summus, 2018). Professora dos cursos de pós-graduação em Suicidologia da Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS) e em Psicologia Hospitalar da Universidade de Taubaté. Administra o site Laços e Lutos (www.lacoselutos.com.br) e o perfil do Instagram @lacoselutos_.

Karina Okajima Fukumitsu é psicóloga, Gestalt-terapeuta e psicopedagoga. Doutora e pós-doutora em Psicologia pelo Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (USP), é mestre em Psicologia Clínica pela Michigan School of Professional Psychology (EUA). Coordena a Pós-Graduação em Suicidologia: Prevenção e Posvenção, Processos Autodestrutivos e Luto, da Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS), e o Programa RAISE: Ressignificações e Acolhimento Integrativos do Sofrimento Existencial. É ainda cocoordenadora da Pós-Graduação Abordagem Clínica e Institucional em Gestalt-terapia da Universidade Cruzeiro do Sul (Unicsul). Autora de diversos livros. Pela Summus Editorial, é organizadora de Vida, morte e luto e coorganizadora da Coleção Gestalt-terapia: fundamentos e práticas.

Título: Quando a morte chega em casa

Organizadoras: Teresa Vera de S. Gouvêa e Karina Okajima Fukumitsu

Editora: Summus Editorial

Preço: R$ 53,00 (E-book: R$ 31,80)

Páginas: 120 (14 x 21 cm)

ISBN: 978-65-5549-059-6

Atendimento ao consumidor: (11) 3865-9890

Site: www.summuseditorial.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: