Pular para o conteúdo

Eu Já Estive Em “Colisão Frontal”, de André Cunha

Impactante! Foi assim que eu classifiquei Colisão Frontal na minha mente! Mas, a meu ver, mais impactante ainda é pensar que aqui estamos falando de uma história que bem pode ser realidade. Quero acreditar que sem tantos extremos, porque André Cunha foi do 8 ao 80 em Colisão Frontal, com personagens com características extremas.

Sempre penso que tudo o que é radical demais vai ser prejudicial e aqui os personagens todos vão ao extremo em suas características: temos @vanessinhakungfu como protagonista de uma das histórias e @carlinhomanjarola da outra (procurei no Instagram se eles existiam e ufa, não achei).

É muito engraçado avaliar porque, por mais que sejam perfis que se envolvam nos assuntos propostos até a última gota, por outro lado são seres sem opiniões definidas, que acabam seguindo sempre o que a pessoa mais forte, que está ali lado a lado no dia a dia, manda fazer. A Vanessinha, como o próprio nome diz, se acaba nas artes marciais, mas vai precisar de um empurrão para realmente ir a fundo no assunto e realmente vai ao extremo, assim como Carlinho, que também vai precisar de uma ajudinha para entender mais sobre sua orientação sexual.

E tudo o que escrevi está sendo dito de uma forma BEM amena, porque há vários trechos da obra que você vai ter asco (eu pelo menos tive) de, a que ponto chega um ser humano, até que ponto ele se deixa influenciar, ou, até que ponto ele realmente está disposto a experimentar algo.

Os assuntos permeiam o ultra feminismo radical valeriano, monarquismo, patriarcado, ciúme de amiga, ciúme de namorada, tráfico de drogas, homossexualidade, gravidez, aborto, masculinismo patriota, entre tantos outros.  O livro é composto por oito capítulos e as histórias são divididas em A Garra do Tigre para a Vanessinha e Dezessete Balas para o Carlinho.

Trecho da Obra: depois do treino, dopadas de dopamina e fúria homicida, se dirigiram ao bom e velho PDS. Lá verteram numerosos litrões enquanto conversavam sobre assuntos cada vez mais íntimos, como golpes mortais, beijos fatais e devaneios libertinos. Um par de horas depois Otávio Augusto apareceu e, sem que tivesse sido convidado, sentou-se à mesa. Ao captar o olhar cobiçoso que @vanessinhakungfu lançava ao instrutor, Valéria tomou uma atitude drástica: pegou o queixo da amiga, virou-o com violência em sua direção e, desprovida de senso do ridículo, intimou: “Olha pra mim. Me beija.”

André Cunha publicou o romance Brasília, Gravidade Zero, finalista do prêmio Sesc de Literatura de 2015. Também é autor da ficção especulativa O Futurista – reportagens que vão mudar o mundo, e os e-books Marcela – um thriller erótico no primeiro escalão da República e Macaco Velho, na plataforma KDP. Escreve artigos de opinião semanalmente para o Jornal de Brasília e colabora com diferentes veículos de comunicação.

Algumas frases que separei da obra:

– Tudo o que é ruim sempre pode piorar.

– Fizera o bem. Aliviara um cidadão do stress do cotidiano. Semeara gratidão. Haveria no mundo gesto mais desinteressado, mais bondoso, mais pleno? Mais Santo?

– Mas é a verdade das verdades, o fato dos fatos… tudo se resume a isso, inclusive o tudismo…

Colisão Frontal, de André Cunha, foi publicado pela editora Caravana. Lançado em 24 de janeiro de 2022, tem 120 páginas e está disponível nas plataformas de e-commerce no formato digital por R$12,90.

Esse é o segundo livro que lemos escrito por André Cunha. Aqui é possível conhecer mais sobre O Futurista – Reportagens que vão mudar o mundo, leitura super recomendada também.

Janaína Leme

@eujaestiveem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: