Pular para o conteúdo

Ana Maria Machado reconta O alfaiate valente, dos irmãos Grimm

Escrito pelos irmãos Grimm, O alfaiate valente foi publicado originalmente no século XIX, na coletânea Contos maravilhosos infantis e domésticos. Mas os temas da história permanecem atuais para o público infantil: ingenuidade, esperteza, valentia e um certo golpe de sorte.

O clássico da literatura infantojuvenil chega aos leitores brasileiros no reconto da premiada escritora Ana Maria Machado, em lançamento da FTD Educação. Para criar uma versão repleta de humor e originalidade, a autora buscou uma voz própria e muita oralidade nas memórias afetivas da infância.

“Durante o processo de edição, a autora destacou que ouvia esta história contada pela avó e pela mãe. E que este foi um dos clássicos que marcou a infância e o imaginário dela. Recontá-la era um desejo antigo”, comenta Camila Saraiva, editora de literatura da FTD Educação.

Recomendado para leitores a partir da Educação Infantil, o texto apresenta ainda informações sobre a produção de tecidos e o ofício de alfaiate, uma profissão pouco conhecida pelas crianças de hoje.

As ilustrações de Bruno Nunes surpreendem ao contar a história nos detalhes, nas cores e no ângulo inusitado das cenas. A parceria entre a escritora e o ilustrador começou em 2013, quando Nunes ilustrou outro livro de Ana Maria Machado (O pavão do abre e fecha). 

“É sempre um grande prazer poder dar vida aos textos que ela escreve. A riqueza de detalhes e o humor único de suas histórias tornam meu trabalho de ilustração muito mais fácil e divertido. Para criar a narrativa visual de O alfaiate valente e dar vida ao universo dos contos tradicionais infantis, misturei a arte feita à mão, com tintas e pincéis, a técnicas digitais”, explica Bruno Nunes, em sua pequena autobiografia ao fim do livro.

Como nas histórias clássicas para crianças, o enredo se passa em um mundo encantado, em que há gigantes. É nele que o alfaiate João vive uma grande aventura. Quando ele mata sete moscas que sobrevoam seu lanche, orgulhoso do feito, confecciona um cinto bordado com a seguinte frase: “De um golpe, matei sete”.

Ao ver João com o cinto, os moradores da aldeia acham o fato engraçado, porque sabem que, na verdade, ele só matou sete insetos. Magoado, o alfaiate resolve correr mundo, mas mal sabe que logo vai precisar de muita valentia e esperteza para enfrentar dois gigantes terríveis e provar quanto sua inteligência e coragem são grandes de verdade! 

A AUTORA

Ana Maria Machado é autora de mais de 100 livros e sua obra já foi traduzida em 28 países. Ganhadora de muitos prêmios, em 2000 recebeu o Hans Christian Andersen, considerado o Nobel da literatura infantil; em 2001, o Machado de Assis, maior prêmio literário nacional; e, em 2010, o prêmio Príncipe Claus, da Holanda, concedido a artistas e intelectuais de reconhecida contribuição nos campos da cultura e do desenvolvimento. Desde 2003, integra a Academia Brasileira de Letras. 

O ILUSTRADOR

Bruno Nunes nasceu em Belo Horizonte (MG) e formou-se em Artes Visuais pela Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG). Trabalha como autor e ilustrador de livros e tem mais de 20 títulos ilustrados, entre eles, livros do historiador Joel Rufino dos Santos e da própria Ana Maria Machado. Como autor, escreveu e ilustrou duas obras: Eu sou uma ilha (2021) e Meu reino por um chocolate (2017). 

Imagens: Ana Maria Machado, capa e ilustrações do livro.

Crédito: Divulgação

O ALFAIATE VALENTE

Recomendado a partir da Educação Infantil

Autora Ana Maria Machado

Ilustrador Bruno Nunes

Páginas 48

Formato 22,5 cm × 26 cm Preço sugerido R$ 57

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: