Pular para o conteúdo

Eu Já Estive Em “O Encantador de Cães, de Cesar Millan”

Foi em um livro de Cesar Millan onde li sobre como escolher um filhote calmo e tranquilo, que tivesse sinergia com o que eu realmente queria, que me ajudou a ter o Stark, do jeito que ele é: nunca me estragou nada em casa, não me dá trabalho para passear na rua, entre outras tantas qualidades.

Mas, ainda tem coisas no temperamento do Stark que precisam ser ajustadas. Na verdade, como diz Cesar, coisas que eu preciso ajustar do meu temperamento para que o Stark fique melhor, já que na verdade o líder da matilha sou eu.

E foi assim que li “O Encantador de Cães – Compreenda o Melhor Amigo do Homem”, da editora Verus.

Foi muito bom ler o livro porque me fez resgatar algo que já tinha esquecido: a ligação entre o cachorro e o humano se faz durante a caminhada. A ordem das coisas é: exercício, disciplina e por último carinho. E exercício, principalmente no caso de um Golden Retriever como o Stark, não é só descer e fazer xixi, e caminhar muito, correr, como ele está acostumado e até mais, se eu conseguir.

E realmente era isso que estava faltando um pouco para colocar a ordem na casa aqui. Stark sempre gostou de fazer exercício, quem ficou mais preguiçoso foram seus donos e temos que mudar isso. Depois de uma boa caminhada, ele vai ter mais fome (ele não andava comendo direito) e depois de caminhar e comer, aí sim podemos brincar e dar carinho.

Outra coisa que realmente não faço, mas vejo tanta gente fazer que valeu para reforçar: para os dogs a ordem dos sentidos é focinho, olhos e ouvido! Ou seja, ouvido é a ultima das coisas então NÃO adianta sair gritando com o cachorro, ele só vai achar que seu dono é um desequilibrado. Quando soltamos um não, uma ordem, não é o nosso grito que ele está escutando, é a nossa energia.

Enfim, sei que em como tudo na vida, e o próprio Cesar diz isso, nem todo mundo aceita todas as regras, mas digo que as coisas que aprendi como ele fizeram diferença na educação do meu cachorro, e tenho certeza que o Stark é feliz 🙂 e nós também!

Abaixo alguns trechos tirado do livro O Encantador de Cães, de Cesar Millan:

  • o que pensamos a respeito de um cão se transforma em energia – energia que ele capta. A energia é passada na maneira como acariciamos o cão, como o seguramos, pelos cheiros e emoções que transmitimos a ele.
  • estar entre os semelhantes é sempre muito terapêutico para os cães. Mas, para conseguirem equilíbrio total, eles precisam estar entre outros cães com energia equilibrada.
  • Para ter um cão equilibrado você precisa oferecer três coisas: exercício, disciplina e carinho. NESSA ORDEM!
  • Exercícios: essa deve ser a primeira e mais importante atividade praticada em conjunto pelo cão e seu dono.
  • Disciplina: deve ser aplicada com o estabelecimento de regras, limites e restrições entre o cão e seu dono. Disciplina também quer dizer regularidade com as tarefas e atividades dadas.
  • Carinho: essa deve ser a última atividade realizada com o cão pelo dono. O carinho pode ser usado como recompensa por um bom comportamento. De preferência sem o uso da voz.
  • É essencial que seja estabelecida uma rotina estruturada e regular de caminhada, principalmente para cães com problemas de comportamento e outras questões.
  • No mundo dos cães, a cabeça erguida é uma linguagem corporal positiva, um sinal de auto-estima saudável. Ao segurar a coleira nessa posição, você tem o máximo de controle sobre o cão.
  • Sem disciplina não é possível ser um bom exemplo.
  • As correções devem acontecer no presente – e serem repetidas sempre que a regra for quebrada -, para que o cão compreenda que aspectos do comportamento dele não são bem-vindos.
  • Não permita que ele suba na sua cama para acordá-lo. Não permita que ele seja agressivo com pessoas ou outros cães e animais. Não permita que ele lata sem parar.
  • Quando é o momento errado de dar carinho? Quando o cão está com medo, ansioso, mostrando-se possessivo, dominante, agressivo, choroso, uivando, latindo – ou desobedecendo alguma regra.
  • Comece o dia com poucos toques e palavras – guarde os carinhos para depois do passeio. A caminhada é o momento em que vocês se aproximam.
  • Não deixe que seu cão fique latindo sem parar. Se ele late demais, na maior parte das vezes isso se deve a frustração física e psicológica. É um cão desesperado por mais atividade física e por um líder mais proativo. Ele está tentando lhe dizer algo com os latidos. Escute-o!

Janaina Leme

@eujaestiveem

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: