Pular para o conteúdo

JazzB celebra aniversario de Tom Jobim com progamação especial

Antônio Carlos Brasileiro de Almeida Jobim (1927-1994), Tom Jobim, um dos maiores nomes da música brasileira de todos os tempos, completaria 93 anos no dia 25 de janeiro. A data é sempre motivo de celebração no JazzB, que neste ano apresenta a Série Jobim 93 – Saudades do Brasil, com shows que abordam diferentes momentos do trabalho deste mestre essencial para o cancioneiro nacional. 

O amor, o sorriso e a flor de sua Bossa ou o sertão, o mato, a mantiqueira de seu Brasil profundo: a música de Jobim oferece muitas matizes da Terra Brasilis. Em busca de um olhar que mantenha o frescor destas obras já clássicas, a programação Saudades do Brasil – homônima de um dos temas do disco “Urubu” – reúne destacados artistas da cena instrumental e do jazz para apresentarem homenagens e revisitarem seu repertório sempre tão atual, diverso, que olha a natureza, o meio ambiente e que celebra Villa-Lobos, Pixinguinha, Guimarães Rosa… 

A programação começa em 25 de janeiro, às 22h, com show do disco histórico Elis & Tom pelo olhar delicado da cantora Luciana Alves e do violonista Marco Pereira. No dia 26, domingo, às 13h30, para toda a família, Choros de Jobim, que destaca o gênero em seu repertório com o Trio Arani. No dia 1º de fevereiro é a vez de uma apresentação inédita do pianista Tiago Costa, a convite do JazzB, para abordar os discos Matita Perê e Urubu. Tiago contará com as participações luxuosas de Tatiana Parra (voz), Léa Freire (flauta), Fi Maróstica (contrabaixo) e Daniel De Paula (bateria).

Sáb 25 Jan, 22h | Elis e Tom por Luciana Alves e Marco Pereira 

Luciana Alves e Marco Pereira tocam sua versão de um dos álbuns brasileiros mais cultuados mundo afora, “Elis & Tom”, que tem arranjos e interpretações impecáveis conhecidos pelo grande público. Reproduzi-los fielmente não seria o melhor caminho, por isso este duo brilhante trará uma releitura em voz e violão, a partir do timbre de Luciana e do violão sofisticadíssimo de Marco – sem a voz masculina e o piano, tão marcantes no disco. 

Reconhecida como uma das vozes mais promissoras da MPB, Luciana Alves já dividiu palco com bambas como Joyce, Guinga, Roberto Menescal, Johnny Alf e Omara Portuondo. Marco Pereira, uma potência brasileira do violão, gravou com Jobim, Milton Nascimento, entre outros e lançou um disco em homenagem a Dilermando Reis, “Dois Destinos” (Borandá), em 2016. 

Com Luciana Alves (voz) e Marco Pereira (violão). 

SERVIÇO 
Rua General Jardim, 43 — República, São Paulo/SP 
Ingressos: R$40 a R$ 50 
Horário: 22h 
Telefone: (11) 3257-4290 
http://jazzb.net/home 
@jazzbclub 

Dom 26 Jan, 13h30 | BSunday – Choros de Jobim por Trio Arani convida Maiara Moraes 

Toda semana, B Sunday traz grandes apresentações para curtir em família. Ótima música, almoço, drinks, vinho, tudo para aquecer corpo e alma. 

Nesta edição, dentro da série Jobim 93 – Saudades do Brasil, Trio Arani para apresentação inédita, com leituras em chorinho da obra de Tom.. No repertório, choros compostos por Jobim e outro temas rearranjados para este gênero musical, entre eles: Chega de saudade, Falando de amor (choro canção) e as valsas Luiza e Eu te amo. 

Com Ed Woisk (bandolim), Kiko Woisk (baixo) e Pedro Henning (bateria). 

SERVIÇO 
Rua General Jardim, 43 — República, São Paulo/SP 
Ingressos: R$ 15 a R$20 
Horário: 13:30h 
Telefone: (11) 3257-4290 
http://jazzb.net/home 
@jazzbclub 

Sáb 1º de Fev, 22h | Tom Jobim por Tiago Costa convida Tatiana Parra

Matita Perê, Urubu e outras histórias… 

Nesta apresentação inédita, dentro da série Jobim 93 – Saudades do Brasil, um dos mais importantes pianistas e arranjadores brasileiros, Tiago Costa, mergulha no trabalho de Jobim da década de 70, com especial ênfase nos discos “Matita Perê” e “Urubu”. 
“De maneira rudimentar, é possível dividir a obra do Jobim em três principais fases. Uma que engloba os primeiros anos e a fama internacional com a Bossa Nova; uma intermediária, na qual aflora a natureza e o impressionismo sinfônico, e a final, que envolve a produção dos anos 80 e 90. Todas verdadeiramente geniais e distintas entre si. Apesar de fã do Tom Jobim do início ao fim eu sempre tive um fascínio especial pela atmosfera e colorido desta segunda fase, que ocorre principalmente nos anos 70 e tem nos discos ‘Urubu’ e ‘Matita Perê’ dois momentos mágicos da música brasileira. Um prazer estar visitando este universo com músicos especialíssimos, escolhidos a dedo para esta apresentação”, diz Tiago Costa. 

“É um negócio engraçado, estou realmente entusiasmado com esse disco… Como dizer, por exemplo, ‘Matita Perê’? Estou fazendo letras, coisa que nunca fiz com essa força. Fiz letras, sim, mas falando de Corcovado, etc.. ‘Matita’ fala outra linguagem; não é música romântica, não tem amor nem mulher. Claro que esta linguagem eu devo a muitas pessoas que admiro – a Guimarães Rosa, a Drummond, a Mário Palmério. Mas só se pode roubar a quem se ama”, fala de Tom Jobim (Livro “O Cancioneiro Jobim”). 

Tiago Costa

Pianista e arranjador, tem trabalhos com inúmeros nomes da música brasileira, como Joyce, Léa Freire, Maria Rita, Rosa Passos, Dori Caymmi, César Camargo Mariano, etc.. Como arranjador teve sua obra executada por: OSESP — Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, Orquestra Jazz Sinfônica, Orchestre National D’ile de France, Copenhagen University Big Band, Ahn Trio (NY) e artistas como Milton Nascimento, Jane Monheit, Regina Carter, Mônica Salmaso & Pau Brasil, Edu Lobo, Stefon Harris, Stanley Jordan, Dave Liebman, Trio Corrente, Paulinho da Viola e Rosa Passos. articipou como pianista e arranjador do disco de estréia de Maria Rita, assim como nos trabalhos ganhadores do Grammy, “Segundo” e “Redescobrir”. 

Tati Parra

A intérprete e compositora paulistana é conhecida no meio musical por participações em shows e discos dos mais variados nomes: Chico Pinheiro, Ivan Lins, Benjamim Taubkin, Fabio Zanon, Omara Portuondo, Mario Adnet, Rita Lee, passando por Toquinho, André Mehmari, Flavio Henrique, Fabio Torres, Zeli,Theo de Barros e dezenas de outros. Possui quatro discos lançados como solista – “Inteira” (2010), “Aqui“ (2011), “Lighthouse” (2014) e “Hand in Hand“ (2016) – os dois últimos gravados em Los Angeles, em parceria com o pianista armênio Vardan Ovsepian. Com este projeto recebeu o primeiro lugar no Achava Jazz Festival, da Universidade Franz Lizt (Alemanha), além de ter realizado turnês pelo Japão, Europa e Estados Unidos. 

Com Tiago Costa (piano), Tatiana Parra (voz), Léa Feire (flautas), Fi Maróstica (contrabaixo) e Daniel De Paula (bateria)

SERVIÇO
Rua General Jardim, 43 — República, São Paulo/SP 
Ingressos: R$40 a R$ 50 
Horário: 22h 
Telefone: (11) 3257-4290 
http://jazzb.net/home
@jazzbclub 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: