Pular para o conteúdo

Eu Já Estive Em “A Carícia Essencial”, de Roberto Shinyashiki

Esse é um dos tantos livros que ainda existe, por aqui na biblioteca da minha mãe. A edição, da editora Gente, é de 1991, mas os anos não mudam em nada o que o conteúdo pode representar no momento em que é lido. Sem contar que essa capa linda é da Tomie Ohtake 🙂

“A Carícia Essencial” faz uma análise dos caminhos que as pessoas têm para demonstrar amor e, pode acreditar, isso não é algo com limites. Quando mais você demostra amor, mais vai se sentir amado, e amado por você mesmo.

Mas saber amar e não ter vergonha de demostrar o que está sentindo pode ser bem mais complexo do que você imagina porque só sabemos fazer o que foi feito conosco, só sabemos tratar bem se formos bem tratados, se fomos odiados, só sabemos odiar. Então, ou aprendemos a nos acariciar, ou liquidaremos a nossa própria espécie (palavras de José Angelo Gaiarsa na introdução do livro).

E uma frase que faz mais sentido do que nunca nesses dias atuais de distanciamento social que estamos vivendo por conta da Covid-19: ou nos salvamos todos juntos, ou nos danamos, todos juntos.

Conheça um pouco mais sobre “A Carícia Essencial”, de Roberto Shinyashiki, nas frases abaixo:

  • É preciso humildade para começar a fazer o que se quer fazer, ainda que não seja bem feito, e coragem para experimentar;
  • Primeiro aprenda a fazer, seja o que for, para depois aprender a fazer bem feito;
  • O problema não é o problema, é o que fazemos com ele;
  • Marilyn Monroe é um trágico exemplo de uma pessoa que só recebia carícias por sua beleza, a pessoa se comportava como estivesse vazia;
  • A mesma pessoa pode necessitar de diferentes tipos de carícias em momentos diferentes, a cada momento as pessoas mudam;
  • Esteja consciente de que sua mudança vai afetar os outros, mas não deixe que as reações dos outros sejam desculpas para você retroceder no seu crescimento;
  • Você é livre e você só vai parar de sofrer quando você quiser;
  • Querer que alguém permaneça do jeito que está em um determinado momento da vida é quase querer que essa pessoa interrompa o processo de vida, o que significaria sua própria morte;
  • As relações evoluem e a riqueza suprema dessa evolução é que as relações acompanham o crescimento das pessoas;
  • Eu vou fazer o melhor para mim, mesmo que a pessoa com quem eu estou em conflito, também queira que eu faça isso;
  • Uma dificuldade pode ser resolvida com muito sofrimento ou com muita serenidade.

Janaína Leme

18/04/2020

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: