Pular para o conteúdo

Madame Sheila busca tratamento por consumo compulsivo

No sexto ato do espetáculo Madame Sheila, apresentado nesta quinta-feira, 05 de novembro, às 21h, no site do Teatro Unimed (www.teatounimed.com.br), a personagem, grande vítima do consumo compulsivo no mercado de alta moda, é internada em um spa de luxo, na tentativa de conseguir algum tratamento para sua crônica neurose aquisitiva. Mais uma vez, o texto inédito do ator Luis Miranda puxa a orelha de parte da sociedade e seus valores, em uma divertida crítica social.

Esta iniciativa do Teatro Unimed tem ido muito além dos limites geográficos do lindo teatro projetado pelo arquiteto Isay Weinfeld e localizado na esquina da Alameda Santos com a Rua Augusta, ao lado da Avenida Paulista, em São Paulo.  

O espetáculo online e gratuito tem sido acompanhado por pessoas em todos os continentes, em países como Vietnam, Kenya, Qatar, Romênia, Sérvia, Marrocos, Namíbia, Estados Unidos, Alemanha, França, Austrália, Angola, Argentina, Israel e Japão, milhares de pessoas têm se divertido com o humor ácido e a crítica social da desaforada personagem e o texto politicamente incorreto criados por Luis Miranda. 

A direção de Monique Gardenberg faz uso de sua dupla experiência como diretora teatral e cineasta, para criar um espetáculo teatral digital com a colaboração de sua parceira Daniela Thomas (cenografia), Jorge Farjala (figurino), Glauco Firpo (direção de fotografia) e  Beto Bruel (iluminação), vencedor do Prêmio Shell 2020 por seu trabalho em Lazarus, espetáculo que inaugurou o Teatro Unimed.

Madame Sheila é apresentada em oito atos, de até oito minutos cada, exibidos online gratuitamente, nas quintas-feiras de outubro e novembro, no site do Teatro Unimed (www.teatrounimed.com.br). Depois de fazer grande sucesso com os públicos de Terça Insana e 5X Comédia, esta desaforada personagem de Luis Miranda ganha, agora, seu próprio espetáculo solo, concebido especialmente no formato digital para o Teatro Unimed.

Determinado a levar o público a refletir e dar muitas gargalhadas com esta figura de personalidade excêntrica e divertida, Luis Miranda ratifica sua determinação e amor ao fazer teatro: “É assim que mantemos o teatro vivo, levando arte, diversão e cultura à casa das pessoas. Em momentos como este, precisamos encontrar espaço para rir, apesar de tudo. Madame Sheila é uma comédia inteligente, totalmente em sintonia com o meu trabalho de crítica social, com muita leveza e alegria, mas sempre um olhar crítico sobre as desigualdades do mundo e do nosso país”. 

Ao apoiar a cultura, a Central Nacional Unimed e a desenvolvedora Reud deixam claro o quanto isso é muito importante neste momento, tanto para a classe artística, como para a saúde mental da população. “Nossa cooperativa acredita que saúde vai muito além de cuidados físicos. Inclui estar com a mente bem, ter lazer, fazer boas escolhas e o que gosta. O teatro e a arte expressam muito bem tudo isso”, afirma Alexandre Ruschi, presidente da Central Nacional Unimed.

“O momento em que vivemos pede cautela e paciência para seguir com o distanciamento social, mas é preciso continuar olhando o outro com cuidado e é o que buscamos fazer ao promover o lançamento dessa peça inédita de forma virtual”. É assim que o Teatro Unimed retoma suas atividades, levando cultura e entretenimento de qualidade não apenas ao público paulistano, mas de todo o Brasil e, até mesmo, do exterior. “É com muita alegria que conseguimos, neste momento de crise mundial, continuar gerando trabalho para um dos setores que mais sofreu com a pandemia, com dezenas de profissionais envolvidos, equipes totalmente dedicadas a levar às famílias brasileiras um espetáculo cheio de bom humor, que nos faz voltar a sorrir e, ao mesmo tempo, pensar.

Uma produção inédita, de alta qualidade, que pode ser acessada gratuitamente por qualquer pessoa, em qualquer lugar do mundo”, afirma Fernando Tchalian, CEO da Reud. A frase “o show tem que continuar” nunca fez tanto sentido diante do atual cenário de crise vivido por muitos artistas que atuam no palco e nos bastidores do teatro nacional. A pandemia causou um forte impacto na cultura. Além dos artistas, existem diversas profissões impactadas diretamente pelo fechamento dos teatros, deixando muitas famílias em situação vulnerável.

A Associação dos Produtores de Teatro – APTR organiza uma campanha para arrecadação de recursos em apoio à alimentação dos que trabalham com a quinta arte. E o Instituto Central Nacional Unimed abraçou a causa. Por meio de doações, será possível recarregar 1,2 mil cartões alimentação VR Benefícios — isento da cobrança de taxas — já distribuídos para aqueles que estão sem trabalho na área, desde o início da pandemia da Covid-19, auxiliando os profissionais e suas famílias. O público de Madame Sheila pode fazer parte dessa corrente do bem, doando qualquer contribuição por meio do aplicativo Ame Digital. Afinal, os espetáculos podem até ter dado uma “pausa”, mas a solidariedade não. 

Madame Sheila – Serviço

Espetáculo: Madame Sheila

Local: Teatro Unimed em Casa (online)

Endereço: www.teatrounimed.com.br

Horários: às quintas-feiras, às 21h. A cada semana, um ato de até oito minutos de duração. O último ato será apresentado no dia 19 de novembro e os oito atos da peça poderão ser vistos no site do Teatro Unimed até o dia 26 de novembro.

Classificação: Livre

Ingressos: gratuito

Duração: até 8 minutos (cada ato)

https://www.facebook.com/TeatroUnimed

https://www.instagram.com/teatrounimed/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: