Pular para o conteúdo

Eu Já Estive Em “A Santa do Impossível”, na 44a Mostra Internacional de Cinema

Tivemos oportunidade de conferir “A Santa do Impossível”, longa do diretor suíço Marc Raymond Wilkins, integrou a repescagem da 44a Mostra Internacional de Cinema em São Paulo. Neste ano, a seleção contou
com 130 títulos, que ficaram disponíveis até dia 8 de novembro na plataforma de streaming do
festival, o Mostra Play.

Paul e Tito são dois adolescentes peruanos em busca de algum sentido e sexo na cidade
de Nova York. Eles são imigrantes ilegais e anseiam pelo amor de uma misteriosa garota
croata. Ao mesmo tempo, a mãe dos jovens, Raffaella, apaixona-se por um escritor suíço e
sonha construir um futuro com ele. O romancista, no entanto, convence a mulher a começar
um império de burritos em sua cozinha no Bronx. Mas o sonho americano passa a se
transformar em uma armadilha conforme a deportação se aproxima.

Baseado no romance do premiado escritor Arnon Grunberg, o drama de ares cômicos sobre
uma família de imigrantes latino-americanos vivendo ilegalmente na Nova York da Era
Trump é o primeiro longa-metragem de Wilkins, diretor do curta pré-indicado ao Oscar “Bon
Voyage”. No papel principal está Magaly Solier, atriz peruana mais conhecida por seu
trabalho em “A Teta Assustada”, filme vencedor do Festival de Berlim e indicado ao Oscar
Melhor Filme Estrangeiro em 2010, que lhe rendeu um prêmio de Melhor Atriz no Festival
de Gramado em 2009.

Magaly interpreta Rafaella, uma imigrante peruana que vive ilegalmente com seus filhos
adolescentes, os gêmeos Paul e Tito (Adriano and Marcello Durand), na cidade de Nova
York. Influenciada pelo namorado, o escritor suíço Ewald (Simon Käser), ela decide montar
um delivery de burritos clandestino em seu pequeno apartamento no Bronx, sem imaginar
que poderia chamar a atenção das autoridades. Enquanto isso, Paul e Tito tentam
conquistar a coração de Kristin (Tara Thaller), uma misteriosa prostituta croata que acaba
por envolvê-los em um crime.

Apesar do potencial trágico da trama, o diretor conta que tomou muito cuidado para não
retratar seus protagonistas com ares de comiseração. “Não queria que o público sentisse
pena dos personagens, porque essa pena geralmente parte de um lugar de superioridade
de quem a sente”, explica Marc. “Queria que o público admirasse esses imigrantes,
torcessem por eles e se emocionassem com eles, mas de um lugar de igualdade, porque é
assim no romance do Arnon Grunberg. A história tem humor, ironia, um tom agridoce — nem
só amargura, nem só doçura”.

Comentários por parte do Eu Já Estive Em

O longa é bem leve de ser visto apesar de toda a verdade das cenas. Retrata as dificuldades que um estrangeiro que decide morar ilegalmente nos EUA pode passar. Sem documentação, você não pode nem pensar em passar perto da polícia, mas mesmo assim Rafaella luta para permanecer nos EUA e ganhar a vida ali. Também faz você ver dois lados: poxa as pessoas contratam imigrantes ilegais? Mas, ainda bem que existe quem contrata imigrantes ilegais porque caso contrário iam morrer de fome porque os motivos que fazem com que eles “sonhem”em mudar de país são os mais diferentes possíveis. Ou seja, é bem complexo. E poxa vida, porque cargas d’água Paul e Tito tinham que se apaixonar pela Kristin, assim como porque Rafaella tinha que gostar do traste do escritor suíço…. mas é isso que acontece né? Somos humanos e estamos todos sucetíveis às peças que o coração nos prega.

Ficha técnica
Direção: Marc Raymond Wilkins
Roteiro: Lani-Rain Feltham, Marc Wilkins
Fotografia: Burak Turan
Montagem: Jann Anderegg
Música: Balz Bachmann
Elenco: Magaly Solier Romero, Adriano Durand, Marcelo Durand, Tara Thaller, Simon Käser
Produtor: Joël Louis Jent
Produzido por: Dschoint Ventschr Filmproduktion AG

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: