Pular para o conteúdo

Como será o Natal e Réveillon em hotéis e resorts em tempos de pandemia?

Se antes da pandemia o grande atrativo de alguns hotéis e resorts no Brasil e no mundo eram as grandes celebrações durante o Natal e o Réveillon, este ano o período de festas será um pouco diferente do habitual, mas nem por isso menos divertido ou encantador.

Grandes aglomerações, como não poderiam deixar de ser, sairão de cena para dar espaço à celebrações mais reservadas e intimistas. E mesmo locais abertos e com grande circulação de ar, como a área da praia, por exemplo, vão exigir cuidado. Pelo menos é o que garante o Pratagy Beach All Inclusive Resort, de Maceió.

“Garantir o bem-estar dos nossos hóspedes e colaboradores é a nossa prioridade número um. Por isso, modificamos toda a nossa programação de lazer de fim de ano para garantir a diversão segura de todos os que estiverem conosco nessa data tão especial. Além de reforçar os nossos protocolos de segurança, priorizamos os locais abertos para a realização das ações comemorativas. O nosso Resort tem uma grande área ao ar livre, o que nos possibilita manter o distanciamento social entre as famílias durante a queima de fogos e redobrar os procedimentos de higienização durante as ceias de Natal & Réveillon”, finalizou Thales Athalimar, Gerente Geral do Grupo Pratagy.

Com ou sem praia para chamar de sua durante o Réveillon, a preocupação com o pandemia é a mesma em diferentes partes do Brasil. Na cidade de Alta Floresta, no Mato Grosso, Sul da Floresta Amazônica, o chamado turismo de isolamento, algo praticado pelo Cristalino Lodge desde a sua fundação, vem chamando a atenção. O empreendimento faz parte da BLTA (Brazilian Luxury Travel Association), que recentemente conquistou o selo Safe Travels do WTTC, que garante um sério compromisso com uma operação mais segura e adequada ao atual momento.

Localizado no meio de uma reserva particular com mais de 11.000 hectares, uma área 6 vezes maios do que o Arquipélago de Fernando de Noronha, o hotel se prepara para as festas com a oferta de experiências únicas ao ar livre e com a segurança do isolamento social. A gastronomia, aliás, será a grande estrela do Natal e do Réveillon. Um menu especial, em 5 etapas com o melhor da culinária brasileira promoverá uma celebração mais discreta, mas ainda sim charmosa e inesquecível.

Longe da floresta amazônica, mas nem tão distante assim da natureza, outro empreendimento que pretende seguir a linha de comemorações mais discretas e focadas na gastronomia é o Six Senses Botanique, que oferecerá durante o Natal uma genuína proposta além do luxo, que se traduz em exclusivas suítes, linha de ameneties própria, feita a partir da flora da Serra da Mantiqueira, piscina externa com água mineral, cinema e biblioteca com mais de 80 e 400 títulos, respectivamente, trilhas, bicicletas para passeio, piscina isotônica no SPA D’água e vários outros atributos únicos.

Para a noite de Natal, aliás, um menu natalino especial, desenvolvido pelo Chef Gabriel Broide, no Restaurante Mina, com vista para a exuberante paisagem das montanhas ao redor, e a presença de músicos prometem deixar a experiência ainda mais aconchegante e mágica. Tudo isso, claro, com um protocolo de segurança com mais de 135 itens e 24 categorias para garantir o bem-estar de todos.

E se em hotéis e resorts situados em destinos mais isolados os cuidados e protocolos contra a disseminação do novo Coronavírus tem sido levado a sério, em grandes centros urbanos como Brasília não seria diferente. No B Hotel, um dos poucos empreendimentos hoteleiros a ostentar o prêmio Best Urban Hotels, concedido pela prestigiadíssima Revista Wallpaper, de Londres, as festas de fim de ano contarão com cuidado redobrado por parte da operação e, claro, com um toque de sabor.

As ceias de fim Natal & Réveillon do B Hotel serão preparadas e servidas pelo moderno Restaurante Térreo, do prestigiado chef Francês Jean Ives Poirey, que reside no Brasil desde os anos 1980 e serve pratos da cozinha clássica francesa com um toque de brasilidade.

Clientes que não estiverem hospedados no hotel, mas compraram a ceia de réveillon poderão subir até o Bar 16, o mais alto de Brasília, para acompanhar a vista e, possivelmente uma queima de fogos, mas precisaram fazer reserva antecipada. Vale lembrar, é claro, que o espaço contará com medidas restritivas e operará com capacidade reduzida de público.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: