Pular para o conteúdo

Eu Já Estive Em “O Mundo de Best e o Desejo da Pedra”, de Selma Santana

Tem alguns livros que começamos a ler de forma despretensiosa, vamos nos envolvendo com os personagens, e quando percebemos estamos lutamos para que não acabe. “O Mundo de Best e o Desejo da Pedra”, foi um deles. Escrito por Selma Santana, é o primeiro de cinco volumes, e é sobre ele que vamos falar um pouco aqui para vocês.

Logo no começo do livro Best e Pedra se encontram e desde então Best se propõe a ajudar Pedra a conseguir realizar seu sonho: se tornar humano. Sim, um dos personagens principais da trama é uma pedra e garanto que você vai se identificar com ele. Pedra tenta a todo o tempo entender suas sensações e sentimentos. Ele gosta de se isolar em momentos de dúvidas e reflexões e procurar as respostas para o turbilhão de dúvidas que se agitam nele.

Para ajudar Pedra a realizar seu sonho, eles se envolvem em várias aventuras, entre elas conhecer a vila dos felinos, seres muito mais evoluídos que os humanos (sim, mães de gatos comprovam que isso já é real nos dias atuais). 

Os felinos, um momento do livro, ensinam sobre avaliar as pessoas por meio da energia que emanam, algo que muitas vezes sentimos dentro do peito, mas não damos ouvidos, aquilo que muitos de nós chamamos de intuição.

Em partes do livro a autora também aguça o nosso paladar. Ravenna, uma entre os felinos, tem enorme habilidade na cozinha e os capítulos onde ela mostra essas habilidades é de deixar qualquer um com fome. Tudo sempre com um toque final de pimentas saltitantes, que precisam ser adicionadas no fim do preparo porque fogem da panela se esta não estiver tampada.

Também adoramos Tulele, um bichinho de estimação fofinho e esquisitinho: corpo redondo e coberto por pelos volumosos brancos, com manchas azuladas. Sua cabeça acompanhava o formato do corpo, mas em proporção menor. Não tinha pescoço, era quadrúpede e tinha dois longos rabos que se enroscavam um no outro.

As palavras de Maria Lúcia Bicudo, que assina o prefácio, dizem muito sobre o trabalho da autora: “Selma traz em suas histórias o lúdico, tão esquecido por nós, principalmente nesses tempos difíceis e confusos que o planeta vive. Esse livro é capaz de ampliar horizontes, expandir nossa consciência, trazer um mundo diferente, ainda que esse mundo esteja dentro de nós”.

Alguns trechos que separamos da obra foram:

  • Abra sua mente e verá o possível em todas as realidades do impossível da sua mente.
  • Os nossos antepassados contavam que os humanos brigavam entre si por julgarem que seus deuses eram melhores e verdadeiros, como se o Criador de Tudo não fosse apenas um, ocupando tudo e todos. Essa infantilidade ainda os dominava, e brigavam como crianças no jardim de infância pela posse de um brinquedo e, quando o possuíam, logo se entediavam quebrando-o, destruindo-o.
  • Filha, somos felizes para escolhermos o que nos faz felizes, desde que com bom senso e respeito ao espaço  de nossos semelhantes.
  • Percebi que a vida é assim, precisamos seguir em frente, superar os desafios e ir em busca de novos objetivos.
  • O amor não dói, não machuca. O apego, esse sim rasga as entranhas e alcança o coração para se instalar. O amor é livre, sem posse! O apego sufoca ambos os corações.
  • Somos muito maiores do que os olhos físicos podem alcançar.
  • Basta que 51% alcancem um nível de consciência maior para que isso se torne realidade: um mundo melhor para vocês, humanos!
  • Fale menos e escute mais e, quando falar, pense antes de soltar sua voz. Você tornará sua vida e a dos outros bem melhor.
  • Alguns humanos precisam aprender a ver o próximo como a si mesmos. O que é bom para o seu próximo é bom para si e será bom para todos, precisam viver em unidade…
  • Lembre-se de nunca pedir ou aceitar conselhos de qualquer um por aí, poderá ficar mais confuso do que antes.
  • Nas adversidades, o melhor a se fazer é manter a tranquilidade, afinal a agitação causa tornados, ficando mais difícil superar os obstáculos que venham a frente.

Sinopse: a pena caligráfica do Universo preparou um enredo no qual três vidas com propósitos diferentes se entrelaçam para compartilhar suas histórias em uma realidade nunca vista. GoueTier, Best e Pedra abrirão portais interdimensionais, em que o entendimento do leitor e da realidade deixa de existir, dando lugar ao verdadeiro sentimento que rege a vida. Na viagem em que você, leitor, irá fazer pelo O Mundo de Best e o Desejo da Pedra lhe será apresentado o fantástico que o Universo nos reserva, mas somente aqueles que se entregarem ao lúdico e ao amor incondicional embarcarão nessa aventura e enxergarão as surpresas dessa fascinante viagem.

“O Mundo de Best e o Desejo da Pedra”, se Selma Santana, está disponível no formato digital (300 páginas, cerca de 6 horas de leitura) e no formato físico (370 páginas, publicado pela Tagore Editora). E vale ficar de olho! Selma já disse que a segunda obra está pronta para sair do forno. Ambos à venda na Amazon.

Obrigada LC Agência pela oportunidade de participar da Leitura Coletiva.

Janaína Leme

@eujaestiveem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: