Pular para o conteúdo

‘Desvirtude’, ‘Limiar’ e a ‘Mostra Lucia Murat’ são destaques do Cabíria Festival – Mulheres & Audiovisual 

O premiado curta-metragem Desvirtude”, de Gautier Lee, e o longa Limiar”, de Coraci Ruiz, estreiam nesta terça e quarta, respectivamente, no Cabíria Festival – Mulheres & Audiovisual, evento dedicado à produção realizada por mulheres para promover maior representatividade e diversidade nas telas e atrás das câmeras. Com tempos diferentes de exibição, basta conferir no site  www.cabiria.com.br a programação e escolher  atração até o dia 17 de outubro.

Hoje, terça-feira12, é dia de assistir, pela plataforma VIDEOCAMP, a estreia do curta-metragem “Desvirtude”, de Gautier Lee (Ficção, 14’, Brasil – RS, 2021), que estará acessível até o dia 14. Premiado, o curta-metragem conta a história de Kenia, uma menina negra, estudante de Jornalismo, que, após ser agredida durante uma atividade na universidade, tem de lidar com repercussões e retaliações de seu caso. A produção foi vencedora do Prêmio Assembleia Legislativa — Mostra Gaúcha de Curtas da 49ª edição do Festival de Cinema de Gramado, com os troféus melhor filme, melhor direção, melhor atriz (Evellyn Santos) e melhor montagem (Gabriel Borges). Em 2019, Gautier Lee foi a vencedora do Cabíria Prêmio de Roteiro na categoria piloto de série.

Na quarta-feira, dia 13, estreia o longa-metragem “Limiar”, de Coraci Ruiz (Brasil-SP, 2020, 77′, DOC/LGBTQ+), pela plataforma VIDEOCAMP, com exibição por apenas 24h. A produção é um documentário autobiográfico realizado por uma mãe que registra a transição de gênero de seu filho adolescente, acompanhando os conflitos, certezas e incertezas que o perpassam numa busca profunda por sua identidade. Por detrás da câmera, ela também passa pela ruptura de velhos paradigmas, enfrenta medos e desmantela preconceitos.

O longa foi construído em diálogo com a tese de doutorado de Coraci Ruiz, intitulada “Documentário autobiográfico de mulheres: tecnologias, gestos e estéticas de resistência” e exibido em vários festivais, entre eles, na seleção oficial do Hot Docs 21. Conquistou diversos prêmios, como de Melhor Filme no Rio Festival de Cinema LGBTQIA+, Melhor Direção no 28º Festival Mix Brasil e Melhor Documentário no 36º Lovers Film Festival, na Itália. No 14º For Rainbow – Festival de Cinema e Cultura da Diversidade Sexual e de Gênero – recebeu os prêmios de Melhor Direção, Melhor Fotografia, Melhor Roteiro e Melhor Desenho Sonoro.

Diariamente, às 12h, no Youtube e Instagram do Hysteria, a Mostra Imaginários Possíveis exibe um microfilme. Terça, 12, é dia de “Limítrofe” de Luci Savassa (Experimental, 147’’, SP/Brasil, 2021) e quarta, 13, do microfilme Linguadinha na Xxt, de Luíza Fazio.

Os filmes da Mostra Homenagem Lucia Murat estão disponíveis na plataforma VIDEOCAMP até dia 17. Basta fazer um cadastro simples e gratuito para assistir aos quatro longas: Que Bom Te Ver Viva (1989), Maré, Nossa História de Amor (2007), A Memória Que Me Contam (2013), Em Três Atos (2015).

O festival segue com programação intensa até o dia 17, confira os detalhes em www.cabiria.com.br

Para fazer download de fotos dos filmes, das realizadoras, da homenageada, trailer dos filmes e a programação completa, cliquei aquiMateriais Cabíria Festival

O FESTIVAL

Vinte e cinco filmes e dez microfilmes integram a programação da terceira edição do Cabíria Festival – Mulheres & Audiovisual, evento dedicado à produção realizada por mulheres para promover maior representatividade e diversidade nas telas e atrás das câmeras. Gratuito e virtual pelo segundo ano consecutivo, o festival ocorre entre 6 e 17 de outubro incluindo debates, painel, mesa, masterclass, estudos de caso e oficinas.

Com a proposta de promover o encontro entre público, cadeia produtiva e cineastas para provocar reflexões, ampliar redes e impulsionar talentos, o  Cabíria Festival, com o tema “Inspirar para Respirar”, traz uma programação variada de filmes e encontros com nomes de destaque no cenário audiovisual. A começar pela homenageada desta edição: a diretora Lucia Murat. Ela ganha uma mostra com quatro de seus filmes e outro em exibição especial. São eles: Que Bom Te Ver Viva (1989), Maré, Nossa História de Amor (2007), A Memória Que Me Contam (2013), Em Três Atos (2015), e Ana. Sem Título (2020), em parceria com o Telecine Play e disponível somente no dia 16. O debate com a cineasta será no encerramento do festival, no dia 17, às 19h, mediado pela jornalista e crítica de cinema Flávia Guerra, no Youtube do Telecine.

As 35 produções poderão ser assistidas gratuitamente em várias plataformas. Os dez microfilmes da II Mostra Imaginários Possíveis estarão nas redes da Hysteria, a produtora de conteúdo da Conspiração voltada para ampliar a inserção feminina no mercado audiovisual. Na Mubi serão exibidos três longas, A mesma parte de um homemCasulo e Documentira. Os outros longas e os 11 curtas-metragens serão exibidos nas plataformas Videocamp. Para acessar basta preencher um cadastro simples. As produções terão períodos diferentes de exibição, por isso é importante ficar atento à programação no site do festival. As demais atividades como debates, painel, mesa, estudos de caso e masterclasses estarão distribuídas entre o Youtube e o Zoom. Para conferir e acompanhar toda a programação é só clicar no site: www.cabiria.com.br

O evento é uma expansão do Cabíria Prêmio de Roteiro, que desde 2015 premia histórias escritas e protagonizadas por mulheres. Para esta edição, foram mais de 250 inscrições nas categorias de longa de ficção, argumento infantojuvenil de longa ficção, piloto de série de ficção e de não-ficção. As premiadas, anunciadas na abertura do evento, no dia 06 no Youtube, irão participar do Cabíria LAB, entre 25 e 29 de outubro, um ambiente de estímulo ao desenvolvimento das histórias e talentos.

O festival, realizado pela Laranjeiras Filmes e Ipê Rosa Produções, conta com o patrocínio da Spcine e o apoio da Embaixada da França, Goethe Institut Rio de Janeiro, Instituto Alana, Projeto Paradiso, Telecine, Videocamp, Mubi, Selo ELAS, Canal Brasil, ABRA, Globo, Imprensa Mahon, Canal Curta, entre outros

O FESTIVAL

O Cabíria Festival – Mulheres & Audiovisual, tem foco na difusão de obras realizadas por mulheres e mobiliza uma rede de cineastas e produtores de conteúdos em geral, para somar ao debate e ações em prol à igualdade de gênero e diversidade no audiovisual. O evento é uma expansão do Cabíria Prêmio de Roteiro, que desde 2015 contribui para a visibilidade de roteiristas mulheres.

Em sua programação, gratuita, o festival promove mostra de filmes e encontros, com convidadas nacionais e internacionais, formados por debates, masterclass, estudos de caso, mesas, painéis e oficinas, além do Cabíria LAB, ambiente de desenvolvimento de roteiros e impulsionamento de talentos femininos do audiovisual.

Um grande encontro entre público, cadeia produtiva e cineastas para promover maior representatividade e diversidade nas telas e atrás das câmeras.

O festival, realizado pela Laranjeiras Filmes e Ipê Rosa Produções, conta com o patrocínio da Spcine e o apoio da Embaixada da França, Goethe Institut Rio de Janeiro, Instituto Alana, Projeto Paradiso, Telecine, Videocamp, Mubi, Selo ELAS, Canal Brasil, ABRA, Globo, Imprensa Mahon, Canal Curta, entre outros

Instagram: https://www.instagram.com/cabiria_festival/

Facebook: https://www.facebook.com/cabiriafestival

Youtube: https://www.youtube.com/cabiriafestival

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: