Pular para o conteúdo

Lançamento da Editora Alaúde ensina como a jornada de autoconhecimento de David Bowe pode ser um modelo para ter uma vida feliz

David Bowie foi uma das figuras mais notáveis do meio cultural no último século, mas, por trás do artista confiante e carismático, existia alguém que por muito tempo se sentiu perdido e sozinho, inseguro de seu lugar no mundo. A obra O tao de David Bowie, lançamento de novembro da Editora Alaúde e escrita pelo jornalista Mark Edwards, acompanha a jornada de autoconhecimento do astro do rock e revela as lições que ele aprendeu durante a vida.
Edwards apresenta o trabalho pesado de Bowie, que pesquisou e selecionou um conjunto de ideias dos maiores líderes espirituais, filósofos, cientistas, psicólogos e artistas do planeta para formar as próprias ideias e filosofias que embasaram o crescimento pessoal do cantor.   Ponto central na vida de Bowie, o budismo era uma das diversas áreas de pensamento que ele gostava, incluindo a psicologia junguiana, a filosofia nietzschiana e o gnosticismo. O livro examina essas e outras fontes primárias do pensamento do astro, analisando como impactaram a vida dele e explica como elas podem ajudar no desenvolvimento pessoal.  

Mais do que investigar quem foi David Bowie para além dos palcos e holofotes, a obra condensa o conhecimento e os princípios do artista em 10 lições de vida, propondo ao leitor uma reflexão sobre a própria jornada de autoconhecimento, ao passo que o convida a seguir o tao – caractere chinês para “caminho” – percorrido pelo cantor para alcançar uma vida mais feliz e próspera. Por meio de exercícios, meditações e outras técnicas, o autor utiliza acontecimentos da vida de Bowie como fio condutor para exemplificar as lições ensinadas e como aplicá-las na própria vida.  

Seja fã do astro ou não, a obra incentiva o leitor a esclarecer o próprio propósito, administrar as emoções e lidar com contratempos e mudanças inesperadas. Didático e objetivo, O tao de David Bowie é um guia que une a constante busca humana por respostas com a mente extraordinária e carreira única de um dos maiores nomes do cenário pop.
Mark Edwards possui duas carreiras paralelas: uma como jornalista e outra como coach. Como jornalista, ele começou a carreira escrevendo para revistas, dentre elas The Face, Arena, GQ, Esquire e Blitz. Nos últimos vinte e cinco anos, seus textos vêm publicados semanalmente no site do Sunday Times. Há doze anos ele é o redator chefe da seção de crítica de música pop. Como coach, ele trabalha de maneira individual com pessoas que buscam mais propósito e significado para a vida e com algumas das empresas mais bem sucedidas dos Estados Unidos, ajudando-as a desenvolver e dar suporte a novas lideranças. Todo o trabalho dele é baseado no mindfulness e na filosofia budista. Suas duas carreiras paralelas foram fundidas em O tao de David Bowie.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: