Pular para o conteúdo

Eu Já Estive Em “De repente tudo mudou”, de José Maria Pascoal Júnior

Hoje vamos falar sobre “De repente tudo mudou – Crônicas e contos para entender as transformações da década”, escrito por José Maria Pascoal Júnior.

A obra tem o propósito de provocar a reflexão de como as ferramentas tecnológicas alteraram e vão transmutar, ainda mais daqui para frente. Segundo o autor, a década de 1990 foi uma verdadeira época de mudanças de paradigmas. O livro é composto por 21 contos / crônicas. Entre eles estão: a velhice no mundo digital, o mundo novo de nossos filhos, as saudosas cartas e postais, a meia idade e a modernidade, a época do orelhão, entre outros.

Mesmo sendo uma pessoa bem tecnológica, sempre conectada e que trabalha com tecnologia, uma das situações mencionadas em uma das crônicas eu nunca vivi: o momento que acontece uma cerimônia de condolências online, um convite para um velório à distância. E, sim, isso já acontece. O autor também aborda entre as crônicas o quanto o cenário mudou para as mulheres, quantas diferenças podem ser observadas ao longo de cinco gerações. Enquanto uma nascia com o auxílio da parteira, outra nasceu com parto programado, uma foi criada com dotes caseiros, a outra já nasce com CPF e perfil nas redes sociais, entre outra tantas mudanças como o voto, a quebra de tabu da virgindade (apesar de sabermos que ainda há muito a ser conquistado).

Um dos pontos que adoro observar e que o autor fala algumas vezes no livro é a questão da telefonia. Antes ter telefone fixo em casa era um luxo, quando você alugava uma casa com telefone era muito mais caro e quem não tinha o telefone fixo comprava ficha telefônica e ia para o orelhão. Para namorar no orelhão era terrível, porque cada ficha durava 4 minutos, ou seja, tínhamos que levar um saquinho de fichas para conversas longas. E quando era interurbano então, durava segundos. Nostálgico, mas sem saudades dessa época. Muito mais feliz com o celular na mão 😊

Assuntos recentes também são abordados como o cancelamento causado nas redes sociais, o quanto é mais rápido disseminar uma informação, seja ela verdadeira ou não. Ah, tem mais um ponto que pode causar discórdia nas famílias: o fim das visitas inesperadas, já que agora tudo pode ser agendado com uma simples mensagem pelo celular. Para muitos, avisar “oi, logo mais estou na sua casa”, é muito mais elegante do que chegar sem avisar, mas para outros, não existe mais espontaneidade. E mais um: antes filhos estudavam para ter uma profissão por toda a vida, hoje se com 40 anos eu quiser mudar de profissão e começar do zero, tudo bem, já que a tendência é não ter mais uma única carreira ao longo da vida.

Gente, e escrever cartas? Como quem gosta de escrever isso faz muita falta, e o autor menciona também a questão do papel de carta e os selos colecionáveis e até ressalta a existência do Crossing, prática que tem como objetivo fazer as pessoas se conectarem por meio de cartões postais.

E para os fãs de arrumar a cama todos os dias para ter um dia mais organizado como eu, o autor menciona o vídeo do oficial da Marinha Americana – que já virou livro também – que diz que arrumar sempre a cama é a melhor forma de, por meio de pequenas coisas, fazer coisas grandes.

Algumas frases do livro:

– Se há esperança, pode o tempo chegar logo… se há espera, pode não chegar nunca.

– Neste mundo novo de nossos filhos, a internet é como água, necessária à sobrevivência.

– A Revolução 4.0 se traduz pela união de três grandes campos da vida humana: mundo físico, biológico e digital.

– Quem não está conectado está fora do mundo. Conecte-se cada vez mais e viva de forma intensa toda essa revolução.

Sinopse: De repente tudo mudou é um livro que pretende apresentar, em vinte e uma crônicas e contos curtos e com uma linguagem simples e agradável, os vários aspectos da sociedade que mudaram, ao passar de poucas décadas, muito por conta da influência de várias ferramentas tecnológicas digitais. O autor teve a oportunidade de escrever dez livros didáticos para cursos de graduação e pós, e dentre eles, sobre a Revolução 4.0, sobre ferramentas digitais e estratégias organizacionais e sobre a disciplina de Megatrends. Também lecionou por várias vezes a disciplina de Gestão Estratégica da Informação na graduação e na pós. Agora, vem contar ao leitor de forma simples, como tantas coisas se alteraram ao longo de poucas décadas. Essa obra é a segunda do projeto #lerateondepuder, que foi criado pelo autor em julho de 2019, tendo a pretensão de apresentar vídeos-resenha e resenhas escritas de livro, narrar contos e declamar poemas, compartilhando boas imagens e palavras.

De repente tudo mudou, de José Maria Pascoal Junior, tem 114 páginas. Foi lançado em novembro de 2020 e está disponível nos formatos impresso e digital. Impresso R$25 e digital R$18. Para quem assina Kindle Unlimited, o título está no catálogo. Além do título resenhado, José Maria Pascoal Junior também escreveu “A poesia que deixo e que não me deixa”, “Meus Caros eus”, “Coleção dos poemas 1 e 2” e “Ela chegou, essa tal maturidade”, todos disponíveis nas plataformas de e-commerce.

Janaína Leme

@eujaestiveem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: