Pular para o conteúdo

Fenômeno editorial nos Estados Unidos “A Doçura da Água” chega ao Brasil

Fim da Guerra Civil Norte Americana, o conflito mais mortal da história estadunidense. Na fictícia Old Ox, na Geórgia, brancos ressentidos lamentam pela Proclamação de Emancipação, e ex-escravizados vislumbram a liberdade. George e Isabelle Walker, de luto pela morte de seu filho Caleb, acolhem Prentiss e Landry, dois irmãos negros e ex-escravos da fazenda vizinha. A conexão dos irmãos com os Walker confunde e enoja os moradores brancos da região, especialmente os aristocráticos Weblers, cujo filho, August, é o melhor amigo de Caleb. À medida que o verão avança, segredos e desejos ocultos vêm à tona, alguns tão doces quanto as conservas de pêssego de Isabelle, outros amargos e aterrorizantes. Uma revelação na floresta, em uma noite escura, mergulha toda a comunidade no caos e mostra que a guerra ainda não acabou.

Alguns anos atrás me deparei com as transcrições de escravos libertos conversando com historiadores, e fiquei impressionado com o quão pouco eu sabia sobre os dias que se seguiram após à Guerra CivilConta Nathan Harris –  Imagine ter passado toda a sua vida em um cativeiro, e de repente você acorda com a revelação chocante de que o governo lhe deu uma nova identidade. É livre, mas tem um corpo traumatizado que definiu toda a sua existência. O pensamento me fascinou, e ao iniciar o romance vi que as questões abordadas não eram do passado, mas do presente. Este livro, para minha consternação, é muito contemporâneo. Vivemos num período em que esta nação (EUA) está fraturada, acredito firmemente que este é exatamente o tipo de história de que precisamos, com personagens que enfrentam inflexivelmente a dor, a mágoa, a perda e declaram em voz alta que é possível superar.

Com indicações de Barack Obama e Oprah Winfrey, A Doçura da Água ilustra uma comunidade em conflito consigo mesma, envenenada pelo orgulho e atolada na intolerância racial e sexual. O livro alcançou marcas impressionantes nos Estados Unidos como Melhor Ficção do Ano pelo Washington Post, e prêmios como o Sylan Thomas, Medalha Carnegie de Excelência 2022 e o First Novel Prize do Center for Fiction. Também foi indicado ao Man Booker Prize, e Goodreads Choice Awards 2021 de Melhor Ficção Histórica e Melhor Romance de Estreia.

Mesmo em um cenário histórico, A Doçura da Água faz perguntas muito relevantes nos dias atuais. Qual é o preço da dignidade? Qual é o legado da escravidão e da violência racial? E o que realmente significa ser livre?

Sobre Nathan Harris

Possui mestrado em artes plásticas pelo Michener Center, da Universidade do Texas. A Doçura Da Água, seu primeiro romance, foi escolhido para o Clube do Livro da Oprah, nomeado para o Man Booker Prize, e venceu o Prêmio de Excelência Literária Ernest J. Gaines. Harris recebeu menção honrosa na lista dos 5 Under 35, da National Book Foundation, em 2021. Mora em Seattle, Washington.

Nathan Harris na 26ª Bienal Internacional do Livro De São Paulo.

Dia: 10/07

Hora: 11h30

Local: Expo Center Norte – Arena Cultural

Rua José Bernardo Pinto, 333 – Vila Guilherme, São Paulo

A Doçura da Água

Editora: Novo Século

Autor: Nathan Harris

Pag: 334

Gênero: Literatura estrangeira

Categoria BISAC: Ficção

Preço: R$ 49,90

ISBN: 978655561352-0 (físico)           978655561353-7 (ebook)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: