Pular para o conteúdo

Japan House São Paulo abre exposição Tecnologia em Movimento por Xiborg nesta terça (8/11)

Combinando os temas de esporte e tecnologia, a Japan House São Paulo apresenta a exposição Tecnologia em Movimento por Xiborg sobre iniciativas japonesas para a diversidade e inclusão por meio do trabalho de Ken Endo, engenheiro japonês que desenvolve tecnologia de ponta na área de próteses para corrida. Eleito “Jovem Líder Global 2014” pelo Fórum Econômico Mundial, Endo é fundador e CEO da Xiborg Inc., instituto que traz inovações ao segmento de lâminas para membros inferiores. Em cartaz de 8 de novembro de 2022 a 26 de fevereiro de 2023, a mostra – que será a primeira no Brasil sobre seu trabalho – trará um panorama da área por meio de exemplares de lâminas, cronologia de seu desenvolvimento, vídeos, bem como a possibilidade de os visitantes exercitarem a empatia por meio da experimentação de uma prótese desenvolvida por Ken Endo. Dando continuidade à parceria iniciada ano passado por razão dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020, a exposição Tecnologia em Movimento por Xiborg conta com o apoio do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) e patrocínio da Aubicon.

Localizada no segundo andar da instituição na Avenida Paulista e com curadoria do jornalista Marcelo Duarte, a mostra gratuita celebra as conquistas do designer de lâminas nas áreas de educação, esportes, engenharia e causas sociais. Entre os destaques, está um projeto no Laos, país do sudeste asiático, que permite que atletas locais compitam com próteses mais baratas projetadas e doadas por Ken Endo, além do programa de educação em escolas japonesas responsável por promover inclusão e empatia, possibilitando que alunos não-amputados sintam na pele, por alguns minutos, como é usar uma prótese.

Parte deste programa em escolas japonesas será reproduzido na exposição, em horários específicos de terça a sábado, quando próteses especialmente criadas para que todos possam experimentar serão disponibilizadas para uso do público sob a orientação de equipe especializada. A exposição apresenta também depoimentos de atletas sobre a importância da prótese no desempenho da corrida, bem como vídeos sobre os projetos do engenheiro, como o Blade Runner Project, que trabalha para que um atleta com prótese alcance a marca de Usain Bolt, considerado o atleta mais rápido do mundo.

Outro destaque é a menção à Blade Library, criada em 2017 em Tóquio, que funciona como uma “biblioteca das próteses”, oferecendo locação de próteses por valores acessíveis. Um dos grandes projetos de Ken Endo, a Blade Library conta com especialistas que orientam sobre a colocação das próteses, além de um ambiente especial para que as crianças e os jovens possam brincar, correr e se divertir até encontrarem a prótese adequada às suas necessidades.

“Como o custo das próteses para corrida é muito alto, elas acabam ficando restritas a atletas de alta performance e que tenham condições financeiras para adquiri-las”, explica o curador. “Por isso, o importante trabalho de Ken Endo me chamou a atenção quando fiz a mediação de uma live com ele no ano passado. Fiquei fascinado com sua história e comprometimento em democratizar o acesso às próteses”, completa Marcelo Duarte. Ken Endo foi um dos participantes do projeto “Criadores”, série de lives realizada pela Japan House São Paulo para apresentar a cultura japonesa por meio dos esportes, que compreenderam as atividades paralelas à exposição o “Lounge Esportivo: Tokyo 2020”.

Atualmente, estima-se que 15% da população mundial tenha algum tipo de deficiência. Ao mesmo tempo, o esporte paralímpico vem ganhando visibilidade ano após ano. Tóquio, por exemplo, teve a maior edição dos Jogos em número de participantes com algum tipo de deficiência. Nos Jogos Paralímpicos de Tóquio, o Brasil registrou a melhor campanha da história com a conquista de 72 medalhas, terminando em sétima posição no ranking geral, sendo o atletismo e a natação as modalidades com mais vitórias. Ainda dentro deste cenário de aumento de visibilidade do esporte paralímpico, o Brasil tem a maior competição para crianças com deficiência em idade escolar: as Paralimpíadas Escolares. Criadas em 2009 pelo Comitê Paralímpico Brasileiro, contaram com mais de 900 atletas, de 25 estados, na edição do ano passado.

Diante deste panorama de inclusão, o trabalho desenvolvido por Ken Endo – nomeado para a lista do MIT Technology Review dos principais inovadores com menos de 35 anos (TR35) – é fundamental, conforme comenta Eric Klug, presidente da Japan House São Paulo: “Ken Endo desenvolve projetos admiráveis nos campos da engenharia, esportes, educação para a diversidade e causas humanitárias. O seu desejo e trabalho por um mundo mais inclusivo, feliz e cheio de oportunidades para todos é inspirador e traz uma mensagem de inegável otimismo para o Japão e para o Brasil”. Dentro de uma programação presencial especial com a participação do engenheiro, estão previstos eventos, encontros e palestras que proponham o intercâmbio de experiências e conhecimentos entre iniciativas brasileiras e japonesas. 

Esta exposição dialoga com uma outra apresentada pela Japan House São Paulo, em 2018, a Prototyping in Tokyo, do engenheiro Shunji Yamanaka, que na ocasião exibiu o Rabbit Project (Projeto Coelho), próteses para corrida competitiva que buscavam via design a perfeita harmonia entre o humano e materiais artificiais. Dentro do programa JHSP Acessível, a mostra “Tecnologia em Movimento por Xiborg” ainda conta com recursos de audiodescrição, libras e bancada com elementos táteis.

Sobre Ken Endo
Pesquisador associado da Sony Computer Science Laboratories Inc. e CEO fundador da Xiborg Co., Ltd., Endo recebeu seu PhD como membro do grupo Biomecatrônico do Media Lab. Na Sony CSL trabalha na tecnologia que reabilita e aumenta a capacidade física humana, como próteses e órteses. Foi nomeado para a lista do MIT Technology Review dos principais inovadores com menos de 35 anos (TR35) e escolhido como “Jovem Líder Global 2014” pelo Fórum Econômico Mundial.
https://xiborg.jp/en/ | https://bladelibrary.jp/en/

Serviço:
Tecnologia em Movimento por Xiborg
Período: de 8 de novembro de 2022 a 26 de fevereiro de 2023
Local: Japan House São Paulo – Avenida Paulista, 52 (2º Andar) – São Paulo, SP
Horários: terça a sexta, das 10h às 18h; sábados, das 9h às 19h; domingos e feriados, das 9h às 18h.
Gratuito. Reserva antecipada (opcional): https://agendamento.japanhousesp.com.br/
A exposição conta com recursos de acessibilidade (Libras, audiodescrição, elementos táteis).

Experimentação das próteses na Japan House São Paulo
Período:
terça à sexta-feira, das 11h às 12h30 e das 15h às 16h30 / Sábados, das 11h às 12h30
Classificação: a partir de 8 anos*
De 8 a 14 anos é obrigatório estar acompanhado pelos pais ou responsável*
Participação gratuita mediante retirada de senha na recepção 30 minutos antes da atividade.
A ação acontece na sala de experimentação em piso de absorção de impacto da Aubicon, patrocinadora da mostra.
Vagas limitadas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: