Pular para o conteúdo

Eu Já Estive Em “Hey Hey Club”, de Carlo Antico

Ah, é muito prazeroso ler um livro de contos para intercalar as leituras dos mais diferentes gêneros. Contos são histórias mais curtas e dão a sensação de ler vários livros em um só. E é mais prazeroso ainda quando o autor traz em suas histórias referencias musicais e de cervejas que combinam com seu estilo \o/. Sendo assim, vamos falar mais sobre Hey Hey Club, escrito por Carlo Antico e publicado pela editora Labrador.

O livro é composto por uma linda Nota do Autor onde Carlo teve o cuidado de apresentar cada um dos contos aos leitores. São 15 diferentes textos, sete contos, dois continhos e seis poemas. É o próprio autor que chama de continhos, e um deles inclusive ficou entre os nossos favoritos e falaremos sobre ele. Esses continhos e poemas estão no meio do livro e quebram a sequência dos contos de uma forma muito delicada.

A primeira-dama” é o primeiro dos contos e traz à tona a bipolaridade de uma forma inusitada, que entretém o leitor do começo ao fim e ainda nos dá a oportunidade de se deparar com um final digno das capas de jornais. Citamos entre os nossos preferidos “Quem é George Martin?” justamente por se tratar de um jornalista que luta para provar que o assunto que ele tanto luta para ser matéria poderia se tornar uma capa do caderno de entretenimento do jornal que ele escreve. E quantas pessoas ele precisa ouvir para garantir essa capa? E será que realmente vai ser capa? E você, sabe quem é George Martin?

Vamos passar também pelo continho Isqueiros, Guarda-Chuvas, Tampas de Caneta e Palhetas, onde o autor entrega sua idade com as tampas de canetas BIC que tanto perdemos ao longo dos anos e assim como os demais itens citados, onde eles vão parar, deve haver uma dimensão só para eles. O poema Por Amor aos Livros também foi uma unanimidade entre todos os participantes da leitura coletiva já que está repleto de referências de livros, muitos deles que ganharam as telonas ao longo dos anos.

Voltando aos contos, ficamos assustados com o quanto uma Bruxa Anã pode causar um estrago gigantesco e adoramos a forma como o autor trouxe a fantasia para seu livro. Ah, esse conto chama-se A Bruxa Anã: um conto de fadas. E, não podemos deixar de falar sobre Hey Hey Club: a história de Big Cousin James e Chuck Stump, uma mistura de Jazz, Blues, viagem por cidades que remetem ao estilo musical e aquele mistério que todo músico envolvido com Jazz e Blues tem. Será que eles têm mesmo um pacto com o demônio? Trate de ler para saber 😊.

Por fim, foi muito bom ler Hey Hey Club e salivar lembrando das cervejas Samuel Adams Larger, Goose Island IPA e Baloo Bitter (mas essa é fantasia, já que é a melhor cerveja do reino). E muito feliz também por saber que há pessoas que ainda gostam de ouvir Van Halen e Fleetwood Mac. Vida longa ao bom e velho rock n’ roll.

Vamos a algumas frases do livro:

– É você que faz o lugar, não o lugar que faz você.

– Alguém de vocês acha mesmo que a História não pode ser revisitada? Não estou dizendo mudada, estou dizendo revisitada.

– Seu cabelo é totalmente branco, mas, a despeito de seus problemas para andar, seus olhos irradiam a felicidade de alguém que viveu a vida alegremente.

– Os dois apertaram as mãos e, olhos nos olhos, transmitiram um desejo de boa sorte e a confiança de que tudo daria certo, sem trocar mais uma única palavra.

Sinopse: uma pequena cidade no nordeste americano, o futuro no espaço sideral, um pequeno jornal em Illinois, um reino mágico, dois músicos fugitivos e um bravo cavaleiro. Sabe onde você encontra tudo isso? Em Hey Hey Club. Não se trata apenas de um livro de contos, mas de uma obra com um toque especial. Lugares, personagens, enredos e até estruturas diferentes, que não deixam o leitor desgrudar os olhos das páginas. São diversas viagens para outros tempos e mundos, narrados de modo agradável e simples. Para embarcar nesta aventura, tudo o que você precisa fazer é iniciar a leitura.

Sobre o autor: Carlo Antico é jornalista formado pela PUC-SP e tradutor/intérprete formado pela Associação Alumni. Foi colaborador da revista Roadie Crew por oito anos e produtor, apresentador e repórter do programa Rock Forever. Seu primeiro livro, Straight and Lethal, publicado apenas em inglês, participou da Feira de Livros de Nova Iorque em 2014 e ganhou o NABE Pinnacle Awards, premiação do estado do Oregon, na categoria contos. Hey Hey Club é seu terceiro livro e o segundo lançado em português. O anterior, Cinco Máscaras, também foi publicado pela editora Labrador.

Hey Hey Club, de Carlo Antico, publicado pela editora Labrador, tem 192 páginas. Está disponível no formato impresso e digital na Amazon e também no site da Editora. E, obrigada LC Agência de Comunicação, pela oportunidade de participar da Leitura Coletiva.

Janaína Leme

@eujaestiveem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: