Pular para o conteúdo

Eu Já Estive Em “Messi – O gênio completo”, de Ariel Senosiain

Hoje, dia 3 de dezembro, Messi realizou sua milésima partida como profissional. São 19 anos de foco absoluto e, em Copas, o argentino mais presente na história e está a três partidas de conquistar o único título que lhe falta: vencer uma Copa do Mundo, podendo inclusive jogar contra o Brasil na Semifinal. Enfim, uma vida cheia de vitórias, derrotas e muito profissionalismo.

Em Messi – O gênio completo, escrito por Ariel Senosiain e publicado pela editora Hábito, você vai se deparar com trechos de 68 entrevistas realizadas pelo jornalista que são apresentadas na obra em ordem cronológica, contando a história do gênio do futebol desde suas primeiras partidas profissionais.

O livro é dividido em 12 capítulos, entre eles Uma Convocação, Bastidores de um Gol, Um jogo épico, Um pênalti que não entrou, e a realização de um sonho. Como diz o prólogo, o livro de Ariel Senosiain percorre as maneiras, os momentos, os mistérios, as razões: contra o maior jogador da história que brigou contra a história.

Não sou amante do futebol assídua, mas entre todas as partidas citadas no livro, lembro bem de quando o Brasil jogou contra a Argentina em Miami em 2012. Foram 84 mil ingressos vendidos numa partida com um dos maiores públicos da história e o Capítulo 6 – Uma tarde ideal é praticamente todo sobre essa partida, muito importante para as duas seleções em termos de visibilidade e onde brasileiros comemoravam seus gols ainda ao som de Ai Se Eu Te Pego, de Michel Teló.

O livro tem uma escrita envolvente já que o autor intercala a narrativa com os trechos das entrevistas que o ajudam a contar toda a história do jogador que até esse momento tem nada mais nada menos que três títulos mundiais de clubes da Fifa, quatro Liga dos Campeões da UEFA, três Supercopas da UEFA, 10 Campeonatos Espanhóis, sete Copa Del Rey, oito Supercopas da Espanha, uma Copa América, uma Copa do Mundo da FIFA Sub-20 e uma Medalha de ouro nos Jogos Olímpicos.

E o mais legal: é uma história que está sendo escrita e que mesmo sendo brasileira e sabendo de toda a rivalidade entre os times, dá vontade de ver a Argentina vencer a Copa para que Messi possa seguir a carreira com todos os títulos que sempre sonhou.

Alguns pequenos trechos do livro:

– Enquanto Messi subiu nas categorias de base do Barcelona, na Argentina ele era completamente desconhecido.

– Marcelo, o vídeo não está acelerado. Está em velocidade normal. Ele joga assim.

– Messi entrou quase no final do tempo regulamentar, momento crucial para reter a bola e partir para o contra-ataque. Nos 30 minutos de prorrogação, recebeu 23 passes e, dos 9 dribles que tentou, ganhou 8.

– Em sua estreia na seleção, uma decisão equivocada do juiz o tirou do campo. No seu primeiro torneio importante, uma escolha do treinador voltou a deixá-lo de fora no momento decisivo. Sem jogar, a única coisa que lhe resta é o silêncio.

– Em Barcelona, intensificou o tratamento para compensar seu déficit do hormônio de crescimento que tinha começado em Rosário, depois de ser diagnosticado em 1997.

– Todo o estádio ficou em pé para aplaudir essa obra-prima da Pulga Messi – descreveu Walter Nelson, locutor do TyC Sports.

– Diego estava vendo tudo e lhe falou como pai: quando você chutar a bola, não tire o pé tão rápido, melhor deixar mais um pouco, porque senão ela não entende o que você quer.

– Todos, porém, sabem que a derrota inspira mais do que a vitória.

– Todos aqueles que foram técnicos de Messi algumas vezes concordam com uma característica: ficava irritado se tivesse que sair da partida.

– Quando uma criança quer uma bicicleta, é capaz de muitas coisas. Quando um homem joga como uma criança que quer uma bicicleta, é o melhor futebolista do mundo.

Sinopse: agora completo, o gênio do futebol é retratado neste livro pela visão daqueles que mais estiveram perto e sempre souberam do que ele era capaz. O experiente jornalista Ariel Senosiain fez 68 entrevistas e conseguiu o que ninguém conseguiu: falar com o próprio pai do Messi, o treinador Alejandro Sabella e o ex-presidente da FIFA Sepp Blatter. A recriação vívida das peças-chave são um presente para os amantes do futebol e a análise afiada conquista todos os leitores. Uma leitura cativante. Uma história épica.

Ariel Senosiain é palestrante e escritor. Nascido na Argentina, o jornalista desenvolveu carreira dentro do mundo da informação esportiva, com especial atenção ao mundo do futebol e seus principais atores, ou seja, treinadores e jogadores de futebol.

Messi – O Gênio Completo, de Ariel Senosiain, publicado pela editora Hábito, tem 248 páginas e está disponível no formato impresso e digital no site da editora. Super indicação para amantes ou não do futebol 😊!

Janaína Leme

@eujaestiveem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: