Pular para o conteúdo

Eu Já Estive Em “O Mago do Kremlin” de Giuliano Da Empoli, pela editora Vestígio

E vamos resenhar mais um livro de peso para fechar o ano! O Mago do Kremlin, de Giuliano da Empoli, publicado pela editora Vestígio, é daqueles livros que realmente gostaria que fosse apenas um romance, mas não, ele é inspirado em fatos e personagens reais, o que o torna ainda mais estarrecedor.

Giuliano Da Empoli começa contando como se deu o contato com Vadim Baranov e quando e porque resolveu contar como se tornou o Mago do Kremlin e porque deixou o cargo. Se eu já não tinha a impressão amigável da Rússia, depois do livro essa impressão se torna mais real. Ivã, o Terrível, é citado algumas vezes na obra e fui pesquisar para conhecer mais. Ele foi o primeiro Czar da Rússia e reinou por 37 anos. Sanguinário, matou o próprio filho e espancou a nora grávida, provocando o aborto do futuro neto. Ele acreditava que todos conspiravam contra ele. Ivã transmite a ideia de temor e obediência. Faz sentido ele ser citado tantas vezes no livro.

Um ponto que me chamou bastante a atenção foi quando é citada a segunda eleição de Bóris Iéltsin, que estava tão mal de saúde (acredito que bêbado) que não conseguia enfiar a cédula na urna. Dois médicos de jaleco branco, que seguravam o presidente no momento da votação, foram editados do vídeo. E foi aí que pensaram em passar para o próximo nível e não mais apoiar uma coisa que já existe, mas de inventar algo que não existe, ou melhor, Vladimir Putin. Trocaram alguém que mal se levantava na cadeira por alguém atlético e praticante de esportes.

Outro ponto que gostei bastante da obra é como se refere a Putin em uma citação de Constantin Stanislavski, mundialmente conhecido pelo seu sistema de atuação para atores e atrizes. A citação diz existir três tipos de intérpretes. O primeiro tem um talento instintivo, que, quando está em forma, consegue arrastar o seu público; mas não nos dias ruins em que ele se torna enfático e incômodo. É o tipo de ator que pode destruir uma produção inteira. Depois há o ator metódico, que estuda, que faz exercícios de respiração, passa noites repetindo gestos e entonações. Com esse é o contrário, você não corre o risco de sentir grandes emoções, mas ele não decepciona. Ele sempre faz o que precisa ser feito e podemos contar com seus imutáveis clichês em todas as circunstâncias. Putin não é nem um nem outro. Como todos os grandes políticos, ele pertence ao terceiro tipo: o ator que coloca a si mesmo em cena, que não precisa atuar porque está tão impregnado por seu papel que o roteiro da peça se tornou sua própria história.

E o terceiro trecho que separo aqui é quando é citado o episódio da visita da chanceler alemã, Angela Merkel ao Kremlin e Putin leva sua labradora Koni para o encontro. Putin diz em matérias que não sabia que Merkel tinha medo de cães. Já no livro, para mim ficou claro que fez com a intenção de constranger a chanceler.

Vamos a alguns trechos do livro:

– Na Rússia você nunca sabe de nada, ou você se conforma com isso ou vai embora.

– Eu não coleciono livros. Eu leio livros. São duas coisas diferentes.

– Quando se cresce ao lado de um personagem tão fora do comum, a única revolta possível é o conformismo.

– Seu ocupante, um loiro pálido de traços desbotados, que usava um terno de poliéster bege, tinha um rosto de funcionário, com uma imperceptível ponta de sarcasmo. Vladimir Putin, disse ele apertando a minha mão.

– Como disse Fausto: quem comanda deve encontrar sua felicidade no comando.

– Ganhar o Prêmio Nobel da Paz não me interessa. O que me interessa é vencer os separatistas e a ameaça que eles representam para a integridade da Federação Russa.

– Se você frusta um atentado antes que ele aconteça, ninguém fica sabendo, ao passo que reagir com força, caçar os culpados, isso sim produz capital político.

– Sabe o que não enxergamos? O que se mantém imóvel. No meio das mudanças, não estamos treinados a distinguir as coisas que permanecem iguais.

– Como é ser um espião? Parecido com ser um jornalista. Coletamos informações, fazemos uma síntese e apresentamos à pessoa que a utiliza para tomar sua decisão.

Sinopse: ele ficou conhecido como “O mago do Kremlin”. O enigmático Vadim Baranov foi um produtor de reality shows antes de se tornar uma eminência parda de Vladimir Putin, tratado como o “Czar”. Após sua demissão como conselheiro político, as lendas sobre ele se multiplicam, sem que ninguém seja capaz de separar o falso do verdadeiro. Até que, uma noite, ele confia a sua história ao narrador deste livro. Esta história nos conduz ao coração do poder russo, um palco no qual cortesãos e oligarcas travam uma guerra constante. E onde Vadim, que se tornou o principal arquiteto da narrativa do regime, transforma um país inteiro num teatro político, onde a única realidade é a realização dos desejos do Czar. Vadim, no entanto, não é apenas mais um homem ambicioso: arrastado para os mistérios cada vez mais obscuros do sistema que ajudou a construir, trata-se de um poeta perdido entre os lobos, que fará tudo para sair das amarras desse novo tipo de poder. Da guerra na Tchetchênia até a crise com a Ucrânia, passando pelos Jogos Olímpicos de Sóchi, O mago do Kremlin, inspirado em fatos e personagens reais, é o grande romance sobre a Rússia contemporânea. Ele revela as entranhas da era Putin, oferecendo uma meditação sublime sobre o poder no século XXI.

Giuliano da Empoli: nascido em Paris em 1973, Giuliano da Empoli dirige o think tank “Volta”, com sede em Milão. Ex-aluno da escola Sciences-Po de Paris, foi secretário de Cultura da cidade de Florença e conselheiro político de Matteo Renzi (ex-primeiro-ministro italiano). Vive em Paris. Também escreveu Os Engenheiros do Caos, publicado também pela editora Vestígio, o qual já tivemos oportunidade de ler e comentar por aqui.

O Mago do Kremlin, de Giuliano da Empoli, publicado pela editora Vestígio, está à venda nas livrarias de todo o Brasil. Também pode ser encontrado no site da editora e nas plataformas de e-commerce no formato impresso e digital.

Janaína Leme

@eujaestiveem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: