Pular para o conteúdo

Espetáculo Até Quando Você Cabe em Mim? encerra temporada no Teatro Sergio Cardoso

Amor e insegurança, humor e solidão, alegria e desamparo são alguns dos sentimentos que permeiam o espetáculo Até Quando Você Cabe em Mim?, que tem suas últimas sessões no Teatro Sérgio Cardoso, Sala Paschoal Carlos Magno. As sessões acontecem de sexta a domingo, às 19h, até 16 de abril.

Idealizado pela atriz e produtora Katia Calsavara e dirigido por Juliana Sanches, do Grupo XIX de Teatro, a peça coloca uma lente de aumento na função materna, muitas vezes vista pela sociedade como um “dom divino” e imaculado. “Há muitas regras para cabermos hoje no papel de mãe. O mundo ainda acredita nessa mulher maravilha, idealizada, mas precisamos problematizar o que cerca a maternidade e os buracos que as mulheres enfrentam, inclusive na relação futura com seus filhos na vida adulta”, fala Calsavara.      

Foi justamente essa honestidade sobre o tema que atraiu a diretora Juliana Sanches quando o convite surgiu. Da sua experiência com o Grupo XIX de Teatro, que explora a criação coletiva, e posteriormente em núcleos de pesquisa que investigam o feminino, Sanches buscou um elenco plural formado por mães. “Temos uma mãe mais velha, uma mãe preta e uma mãe-solo”, conta a diretora. Na linguagem, uma das referências é o teatro-dança da alemã Pina Bausch – a maioria do grupo é formada por bailarinos, incluindo a própria diretora e o assistente de direção e movimento, Davi Tostes. 

A montagem parte de textos escritos por Calsavara e Sanches e conta também com propostas das atrizes-criadoras. Outro elemento que norteia a dramaturgia é o texto “Parto-Me”, da dramaturga Angela Ribeiro, que fala da solidão de uma mãe que acaba de parir. “A Ângela traz uma crueza enorme no texto dela que veio ao encontro de muita coisa que eu vinha escrevendo e pesquisando desde que me tornei mãe, há oito anos”, explica Calsavara.  

Juliana Sanches conta que a proposta cênica de um ambiente branco, quase hospitalar e sem detalhes, remete a essa solidão do puerpério, fase logo após o parto na qual muitas mulheres convivem com a depressão e a pressão social em estarem logo prontas para voltar “ao mundo real”. O figurino também é representativo desse momento de incertezas. “A camisola é uma roupa leve, que tem delicadeza, feminilidade e sensualidade, mas também remete ao ambiente doméstico. Precisamos lembrar que uma mãe continua sendo uma pessoa”, explica Sanches.

Ficha técnica:

Idealização: Katia Calsavara. Direção: Juliana Sanches. Dramaturgia: Katia Calsavara e Juliana Sanches. Provocação dramatúrgica: Angela Ribeiro. Assistência de Direção: Davi Tostes. Atuação: Katia Calsavara, Lídia Engelberg, Thiene Okumura e Ericka Leal. Figurinos: Dayse Neves. Trilha sonora: Fábio Ock. Assessoria de imprensa: Adriana Balsanelli. Produção: Joana Pegorari e Davi Tostes 

Serviço:

Até Quando Você Cabe em Mim?

Até 16 de abril – Sexta a domingo, às 19h.

Classificação: 14 anos

Duração: 60 minutos. 

Ingressos:R$20,00 (inteira) R$10,00 (meia-entrada).

Link para vendas https://bileto.sympla.com.br/event/81380

Teatro Sérgio Cardoso – Sala Paschoal Carlos Magno.

Rua Rui Barbosa, 153. Bela Vista – São Paulo/SP

Capacidade: 144 lugares.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: