Pular para o conteúdo

Eu Já Estive Em “Evidência 7 – Segredo Codificado”, de Luciana de Gnone

“A pessoa diz não gostar de ler até ler um livro que goste”. Essa é uma frase marcante de Luciana de Gnone, autora de Evidência 7, com a qual concordamos totalmente. E, inclusive, quem gosta do estilo policial e/ou suspense e está procurando uma obra para ganhar um estímulo para leitura, pode muito bem começar por Evidência 7 – Segredo Codificado.

Para quem não sabe – eu não sabia e aprendi com a obra – Evidência 7 é o codinome usado pelo departamento de homicídios para identificar a evidência mais importante de uma cena de crime. Aqui será a folha seca encontrada, mas isso não é um spolier porque já é dito logo na sinopse do livro. Agora, o que diz os números escritos na folha seca é algo inimaginável (vale ressaltar que essa explicação sobre Evidência 7 é fictícia, uma forma de entender o título do livro).

Em Evidência 7 o que acreditamos ser o vilão tem voz e vai intercalando os capítulos com Val, a personagem principal e contando sua história, mas em nada diminui todo o suspense da trama, que para mim começa a desvendar quem é o assassino assim que os depoimentos começam. Aliás, é justamente depois que os depoimentos começam que você não vai mais conseguir parar de ler, porque aí será eita atrás de eita.

Val tem a música como parte da sua história de vida. Em muitos dos capítulos ela vai pegar o violão e relaxar, algumas vezes cantando à capela também. Mas, o mais legal é que a autora preparou uma playlist no Spotify justamente com as músicas cantadas por Val na trama. O QR Code que leva para a playlist está logo no inicio do livro e também em alguns capítulos que podem ser analisados como os mais musicais – onde Val canta, toca ou usa a música como refúgio.

Durante a trama, Val marca presença em uma noite de lançamento de um livro onde sua amiga é a interface entre imprensa, influenciadores, distribuidores, nos fazendo lembrar um pouco o nosso mundo. No meu caso o meu como produtora de conteúdo digital e também como jornalista que há tempos não vai a um lançamento presencial, que ainda bem, estão voltando a acontecer. Aliás, a autora, Luciana de Gnone, fez um trabalho incrível para o lançamento dessa obra, com leitura coletiva e noite de autógrafos em livraria no Rio de Janeiro. Todo esse trabalho, somando-se a incrível qualidade da trama, está fazendo Evidência 7 conquistar posições entre os mais vendidos do gênero na Amazon, também.

Para variar, todas as minhas teorias foram por água abaixo e meu palpite para o assassino não estava certo. Como diz uma frase do livro, “três coisas que não voltam atrás são a flecha lançada, a palavra pronunciada e a oportunidade perdida”. Então, aproveitando a frase, fica aqui a dica: não perca a oportunidade de ler Evidência 7 – Segredo Codificado, de Luciana de Gnone.

Sinopse: quando Val Ricci, inspetora da Polícia Civil, é chamada para atender um caso de homicídio em um motel na Barra da Tijuca, não desconfia que aquele não será apenas mais um assassinato na violenta capital fluminense. No local, uma pista incomum é coletada pela perícia: uma folha de árvore seca marcada com a sequência numérica 1178. Enfrentando um assassino engenhoso, Val não encontra alternativa a não ser encerrar o caso por falta de provas, até que a polícia descobre um novo corpo no porta-malas de um veículo abandonado. Na cena no crime, a perícia encontra mais uma folha seca, desta vez com uma numeração diferente. A frente do caso mais enigmático dos seus vinte anos de carreira, Val inicia uma incessante caça para desvendar a autoria dos crimes e os motivos do assassino. Enquanto isso, precisa conviver com a indiferença da filha adolescente, os cuidados à mãe doente e um sentimento despertado ao conhecer Arthur Vianna, agente literário de um escritor best-seller.

Luciana de Gnone é natural de Brasília. Romancista desde 2014, é autora da trilogia policial da Saga de Betina Zetser: Súplica em Olhos Mortos (2014), Vestígios (2020) e Delito Latente (2020). É autora do livro Te Odeio, mãe! Com todo o meu amor (2021) e criadora da série policial Crimes em Copacabana (2021), disponível no Wattpad. Também tem participações em algumas antologias literárias. Casada desde 1999, é mãe de dois filhos e vive no Rio de Janeiro (www.lucianadegnone.com.br).

Evidência 7 – Segredo Codificado, de Luciana de Gnone, tem prefácio de Juliete Vasconcelos, autora da trilogia O Ceifador de Anjos. Foi publicado pela Casa do Escritor. Tem 312 páginas e é muito bem diagramado, o que incentiva ainda mais a leitura. Disponível no formato impresso e digital! E não esqueça de ouvir a playlist, hein!

Agradecemos Luciana de Gnone por ter nos convidado para a Leitura Coletiva e à LC Agência por nos ter encaminhado a obra.

Janaína Leme

@eujaestiveem

1 Comentário »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: