Pular para o conteúdo

Eu Já Estive Em “Capitão Flirk e o artefato dos cinco elementos”, de Marcelo Mesquita

Se você tem dúvidas se deve deixar ou não seu filho ler histórias de piratas porque acha que pode levá-lo para um caminho indevido, não se preocupe! Capitão Flirk e o artefato dos cinco elementos, de Marcelo Mesquita, é o melhor exemplo que mesmo as histórias com piratas como personagens podem ser repleta de valores.

Marcelo tem a preocupação de explicar o que classifica aqueles que vivem no mar como piratas. Capitão Flirk já foi um pirata, mas agora vive com sua tripulação vendendo tudo o que encontra pelo caminho entre uma viagem e outra. O Capitão se viu obrigado a piratear por um tempo, mas desistiu depois da lei inglesa que instituiu tribunais especiais para julgar piratas. Ele só não esperava reencontrar sua filha Malet trazendo toda sua impetuosidade para a história.

Além de muito bem escrito, o livro é muito bem diagramado e ilustrado. É muito legal ver a quantidade de detalhes que o autor coloca na história em momentos com navegação marítima. Um trecho do livro que mostra isso: “o vento soprava e Flirk ordenou que fossem a sotavento da ilha, ou seja, pelo lado contrário de onde o vento entrava na ilha, para evitar que as ondas batessem em demasia na embarcação”.

O prefácio do livro é escrito por Nilma Lacerda e o posfácio por José Castello e ambos são uma inspiração para a leitura. Eles observam detalhes da obra que, com certeza, vão instigar ainda mais o leitor. Capitão Flirk e o artefato dos cinco elementos é dedicado aos filhos do autor: Letícia e Lucas, mas fica mais fofo ainda quando sabemos que Letícia participa da construção de vários pontos da trama.

Alguns trechos do livro:

⁃ A espada é importante, porém não mais que a coragem e a lealdade.

⁃ As disputas, batalhas e guerras são encetadas pelas mentes de alguns poucos que, em geral, ficam à distância, no conforto e em plena segurança; mas são alimentadas pela coragem e sangue de muitos.

⁃ Apenas com a luz do conhecimento as trevas da ignorância podem ser dissipadas.

⁃ Puro conhecimento sem ação é desperdício. Pura ação sem conhecimento é insensatez.

⁃ O ser humano parece ter um amor desmesurado por si próprio, mas se esquece de distribuí-lo para aqueles ao seu lado.

⁃ Para cada leitor, um mesmo livro é um livro diferente.

Sinopse: todos que frequentavam os portos conhecem a lenda do artefato dos cinco elementos: um objeto que por gerações atormenta a família Sullivan e promete revelar o mapa de um tesouro ao receber as pedras dos elementos: ar, fogo, terra, água e luz. Agora cabe ao Capitão Flirk Sullivan encontrar esse artefato e suas gemas para, enfim, desvendar o segredo que envolve a morte de seu bisavô – o primeiro da família a ter contato com o item misterioso. Ao longo do caminho, o capitão Flirk enfrentará navios piratas, monstros, feitiços, tempestades e traições, contando com a ajuda de Malet, sua destemida filha que embarca nessa aventura em busca de seu próprio destino. Em Capitão Flirk e o artefato dos cinco elementos, Marcelo Mesquita traz o melhor das aventuras de piratas e faz o leitor refletir sobre quais tesouros realmente possuem valor e que preço estamos dispostos a pagar para alcançar-los.

Natural de São Paulo, Marcelo Mesquita passou a infância no Ceará, fez o ensino médio no Rio de Janeiro e está radicado no Piauí há quase 20 anos. É graduado em direito pela UFC, especialista em Mercado, Sociedad y Estado en la Era de la Globalizacón pela Universidad Castilla La Mancha, na Espanha, e mestre em direito internacional econômico pela Universidade Católica de Brasília. Atua como juiz de direito desde 2002. Publicou o livro Processo Judicial Eletrônico Nacional, é coautor da obra Cibercrimes e seus reflexos no direito brasileiro, já em sua segunda edição, e também é coautor do livro Feel the Future – vivendo em um mundo sem empregos, diante da inteligência artificial e da robótica, que está no prelo. Inspirada pelas histórias que gravava em áudio para enviar aos filhos, diante da distância imposta pelo trabalho, abraçou recentemente, a escrita de romances fantásticos destinados a adolescentes e jovens adultos. Inaugura sua carreira de romancista com Capitão Flirk e o artefato dos cinco elementos.

Capitão Flirk e o artefato dos cinco elementos, de Marcelo Mesquita, foi publicado pela Editora Nova Fronteira. Com treze capítulos, tem 135 páginas. Está à venda nas principais livrarias de todo o Brasil e também nas plataformas de e-commerce. Vale destacar que é o tipo de livro que vale ser comprado físico para poder admirar melhor as ilustrações.

Janaína Leme

@eujaestiveem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: