Pular para o conteúdo

Livro-objeto traz as representações gráficas do Diabo ao longo da história

De terrível soberano do inferno a simpático vendedor de cervejas, perfumes e pneus, Satã é um dos nomes mais conhecidos do planeta e um dos maiores produtos culturais da humanidade.

Em A Queda de Satã, o artista gráfico e escritor Gustavo Piqueira mostra os processos que levaram à criação do Diabo, suas representações gráficas ao longo da história e o que restou da criatura nos dias de hoje.

É um livro-objeto, dividido em dois volumes com capa impressa em serigrafia, envolvidos numa luva cartonada com adesivos colados manualmente, numa tiragem única de 1.000 exemplares.

O primeiro volume, “Satã”, traz mais de 200 imagens coloridas e faz um apanhado histórico desde o surgimento da figura, nos primórdios do cristianismo, até o final do século XX, passando por Giotto, Dante, Botticelli, Milton, Goethe e Dostoiévski.

Já o segundo volume, “A Queda de Satã”, transforma-se de obra de pesquisa histórica numa peça de arte gráfica para falar, com desbragada ironia, do Diabo em nossos dias. Ou melhor: para falar de como, hoje, até mesmo produtos culturais dos mais complexos, como Satã, se viram reduzidos a unidimensionais ferramentas de propaganda.

@gustavopiqueira apresentará o livro na próxima quinta-feira, 18/08, às 19h, ao vivo no Instagram @editorawmfmartinsfontes.

Sobre o autor  Gustavo Piqueira é artista gráfico, designer, pesquisador e escritor com mais de 40 livros publicados nos quais mistura livremente texto e imagem, ficção e não ficção, design, história e tudo mais que encontrar pelo caminho. À frente da Casa Rex (@casarexdesign), é um dos mais premiados designers gráficos do Brasil, com mais de 500 prêmios recebidos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: